14 de abril de 2017

ESTADO DE EMERGÊNCIA EM COARI ESTÁ CONDICIONADO A CONCLUSÃO DA REFORMA DO HOSPITAL


A Prefeitura do município de Coari pelo que tudo indica, errou a mão no prazo da reforma do Hospital Regional de Coari que está demorando mais que o previsto. No dia 09 de janeiro de 2017, através do decreto N. 711, o prefeito de Coari Adail Filho estabeleceu a situação anormal caracterizada como situação de emergência no sistema de saúde pública, educação, coleta de resíduos sólidos (lixo urbano), sistema viário e iluminação pública no Município de Coari/AM. A medida possibilitou ao prefeito fazer obras e serviços sem licitação, uma delas a reforma do hospital.

O artigo 5° do decreto concedeu o prazo de 90 dias para o Estado de Emergência, no entanto, de janeiro à abril a reforma que era pra ser rápida ainda não foi concluída. Esta semana, mais uma vez, a Prefeitura estendeu o prazo do Estado de Emergência devido "a impossibilidade do término das obras do Hospital Regional de Coari, 'Dr. Odair Carlos Geraldo' ”. O decreto prorrogou por 90 dias o Estado de Emergência e a vantagem financeira da medida.

A prorrogação foi assinada pela vice prefeita Mayara Pinheiro, quando esteve em Coari. Ela condicionou, no decreto, "a prorrogação do estado de emergência no município de Coari/AM, por mais 90 (noventa) dias, especificamente para conclusão das obras do Hospital Regional de Coari, “Dr. Odair Carlos Geraldo”, totalizando 180 (cento e oitenta) dias. Ou seja, talvez a reforma continue por mais três meses, com os pacientes convivendo com todo o problema oriundo de uma obra tão longa.

O prefeito de Coari, Adail Filho, contratou no início do Estado de Emergência (dia 13 de janeiro) com dispensa de licitação, a empresa Avanço Construções e Comércio de Eletrônicos Ltda., para realizar reforma do Hospital Regional de Coari – Dr. Odair Carlos Geraldo pelo valor de R$ 1.084.460,00. Resta saber se com a prorrogação mais dinheiro sem licitação vai ser posto na obra. Caso a reforma seja concluída antes, o "prazo do estado de emergência, encerrar-se-á, antecipadamente", ou seja, o Estado de Emergência no município está condicionado à tal reforma.

Um comentário:

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.