PROÍBIDO PROTESTO POLÍTICO: Modelo tenta fazer protesto contra Dilma e é retirada da avenida

Ju Isen tentou, mas foi impedida de usar um tapa-sexo com o rosto da presidente
 


A modelo Ju Isen, integrante da escola de samba Unidos do Peruche, que abriu os desfiles do grupo especial de São Paulo neste sábado, foi retirada da avenida porque tentou fazer um protesto contra a presidente Dilma Rousseff. Revoltada por não poder usar um tapa-sexo contra Dilma, ela foi flagrada por fotógrafos e cinegrafistas rasgando sua fantasia.


O regulamento da Liga das Escolas de Samba de São Paulo proíbe qualquer tipo de manifestação política nos desfiles das agremiações, o que fez com a que a escola a retirasse à força da avenida.
Segundo informações apuradas durante o desfile da Unidos do Peruche, Ju Isen já havia participado de protestos anteriores contra o governo federal, nos quais também havia ficado nua.

Em entrevista ao site EGO, antes do desfile, Ju Isen disse que iria usar o tapa-sexo com a imagem da presidente Dilma em sinal de protesto. "Vou mandar meu recado", afirmou.

(Da redação da Revista VEJA)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EM COARI ASSASSINO DE MOTO-TAXISTA RESISTE A CERCO POLICIAL E É MORTO

FOGO DESTRÓI MERCADINHO HUDSANDRA EM COARI

POLICIAIS DO 5°BPM/COARI APREENDEM ARMA DE FOGO COM MULHERES NA CIDADE DE COARI/AM