Header Ads

Acordo vai garantir a quitação de precatórios do município de Coari no valor de R$ 19 milhões


O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região firmou acordo, nesta sexta-feira (19/02), com o município de Coari para pagamento de precatórios vencidos no valor de R$ 19 milhões. O débito será pago em parcelas fixas iniciais mensais de R$ 200 mil , no dia 10 de cada mês, a partir do mês de março.

O termo foi assinado pela presidente do TRT11, desembargadora Maria das Graças Alecrim Marinho; pela coordenadora do Programa de Conciliação em Precatórios, juíza do Trabalho Edna Maria Fernandes; pelo procurador-geral do município de Coari, Fábio Tavares Amorim; e pela controladora-geral do município, Monalisa Gadelha Cordovil.

No acordo, o município se compromete a efetuar o depósito mensal no valor de R$ 200 mil em conta especial gerida pelo TRT da 11ª Região, que providenciará o pagamento aos beneficiados, observando rigorosamente a ordem cronológica dos precatórios. O documento terá vigência até fevereiro de 2016 e será revisto após esse prazo e visa o pagamento de 720 precatórios vencidos desde 2010.

Coari é o atualmente maior devedor em precatórios, da Justiça do Trabalho na 11ª Região, conforme explica a juíza do trabalho Edna Maria Fernandes. "O município de Coari era o único que ainda não havia feito acordo dentro do Programa de Conciliação em Precatórios. Com a assinatura do acordo, o município poderá planejar o pagamento e a quitação do débito", explicou.

O procurador Fábio Tavares Amorim, destacou que a atual gestão do município está empenhada em quitar todos os precatórios acumulados. "O pagamento dos débitos foi negligenciado por ex-gestores, o que resultou na acumulação de precatórios desde o ano de 2010. Apesar da crise e do corte orçamentário, estamos firmando esse acordo junto ao TRT para honrar todos os nossos compromissos", disse.

A quitação de precatórios decorrentes de débitos trabalhistas avançou em 2015 no Amazonas e em Roraima. No total, foram quitados 467 processos nas 19 Varas do Trabalho de Manaus e nas três de Boa Vista, totalizando em 2015 mais de R$11 milhões pagos em precatórios e requisições de pequeno valor.

Na avaliação da presidente do TRT11, desembargadora Maria das Graças Alecrim Marinho, o resultado positivo é fruto da reestruturação do setor de precatórios dentro do Tribunal e da criação de novos mecanismos para a execução destas verbas, como é o caso do Programa de Conciliação em Precatórios. "Avançamos muito promovendo um processo sistemático de negociação e conciliação com os entes públicos que estavam inadimplentes. Em 2015, o Tribunal chamou todos os municípios para uma mesa de negociação e conseguimos que quase todos quitassem o débito ainda em 2015 e os demais no inicio deste ano", destacou.

Sobre precatórios
Precatórios são dívidas da União, Estado ou Município, cujo pagamento já foi determinado em última instância pela Justiça e deve ser efetuado seguindo uma rigorosa ordem cronológica. Os precatórios da Justiça Trabalhista são de natureza alimentar, que resultam de ações judiciais sobre vínculo empregatício entre a administração e seus servidores, como indenização de férias, licenças-prêmio, benefícios previdenciários e indenizações por morte ou invalidez. Os precatórios de natureza alimentar têm preferência de pagamento frente aos de natureza não alimentar (ações de outras espécies, por exemplo, as de desapropriações e tributos).

Confira Galeria de Imagens.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.