Header Ads

Justiça suíça bloqueia U$ 2,4 milhões das contas de Cunha

Os extratos, entregues ao MP pelo banco Julius Baer, chegaram ontem na Procuradoria-Geral da República
REDAÇÃO ÉPOCA
08/10/2015 - 12h01 - Atualizado 08/10/2015 12h01

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados (Foto: Maryanna Oliveira / Câmara dos Deputados)

O banco Julius Baer entregou ao Ministério Público da Suíça extratos com o saldo do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). De acordo com a Folha, os familiares constam como beneficiários finais de contas secretas no valor de US$ 2,4 milhões – o que equivale a R$ 9,3 milhões. As autoridades bloquearam o dinheiro.

>> Cunha tinha a palavra final para indicações em diretoria da Petrobras, diz delator

Os documentos, que foram entregues ao MP, chegaram nesta quarta-feira (7) na Procuradoria-Geral da República. Segundo O Globo, O procurador-geralRodrigo Janot decide entre pedir a abertura de um novo inquérito ou apresentar uma nova denúncia contra o peemedebista, que nega veemente as contas secretas no país europeu. “Não há hipótese de renunciar à presidência da Casa”,declarou. O dinheiro depositado no banco suíço não consta no imposto de renda de Cunha.

>> Cunha vai tirar AGU da defesa da Câmara, diz jornal

Não foi esclarecido se o deputado era quem movimentava as contas ou se a ação era realizada por meio de procuradores. O dinheiro, em dólares e francos suíços, estão aplicados em fundos de investimento em quatro contas abertas com o nome de empresas de fachada, baseadas em paraísos fiscais, relatou a Folha.

>> Relator da reforma política rejeita interferência de Cunha

Acusado de receber US$ 5 milhões para facilitar a compra de dois navios-sondas da Petrobras, o negócio teria resultado em propina o valor total de U$ 40 milhões. Cunha é suspeito também de ter um campo de petróleo no Benin e foi denunciado em agosto por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As contas secretas foram descobertas em abril de 2015, que desde então seguem em investigação pelas autoridades suíças.

GV

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.