29 de junho de 2015

'Não respeito delator', diz Dilma sobre acusação de empreiteiro na Lava Jato

Em Nova York, a presidente negou irregularidades na campanha eleitoral e citou doação da UTC a Aécio 

Em viagem aos Estados Unidos, a presidente Dilma Rousseff negou irregularidades em sua campanha eleitoral de reeleição, nesta segunda-feira (29), em breve conversa com jornalistas. “Eu não respeito delator”, afirmou a presidente em sua primeira reação pública ao depoimento do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa.

Em delação premiada, o empreiteiro disse que doou R$ 7,5 milhões à campanha de Dilma por temer prejuízos em seus negócios com a Petrobras. A quantia foi doada legalmente, mas segundo o depoimento, ele doou outros R$ 15,7 milhões de modo ilegal a ex-tesoureiros do PT e da campanha de Dilma.

A presidente citou nominalmente o senador Aécio Neves (PSDB-MG), dizendo que assim como ela recebeu doações no segundo turno da campanha presidencial, o adversário foi agraciado “com uma diferença muito pequena de valores”.

“Não aceito e jamais aceitarei que insinuem sobre mim ou a minha campanha qualquer irregularidade. Primeiro porque não houve. Segundo porque, se insinuam, alguns têm interesses políticos”, afirmou a presidente segundo O Globo.

A presidente defendeu que a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal investiguem a delação de Pessoa. E disse que somente se for citada nos depoimentos, tomará providências. Sobre os ministros citados na delação – Aloizio Mercadante, da Casa Civil, e Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação Social – Dilma disse que vai discutir a situação de forma privada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.