Header Ads

'Não respeito delator', diz Dilma sobre acusação de empreiteiro na Lava Jato

Em Nova York, a presidente negou irregularidades na campanha eleitoral e citou doação da UTC a Aécio 

Em viagem aos Estados Unidos, a presidente Dilma Rousseff negou irregularidades em sua campanha eleitoral de reeleição, nesta segunda-feira (29), em breve conversa com jornalistas. “Eu não respeito delator”, afirmou a presidente em sua primeira reação pública ao depoimento do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa.

Em delação premiada, o empreiteiro disse que doou R$ 7,5 milhões à campanha de Dilma por temer prejuízos em seus negócios com a Petrobras. A quantia foi doada legalmente, mas segundo o depoimento, ele doou outros R$ 15,7 milhões de modo ilegal a ex-tesoureiros do PT e da campanha de Dilma.

A presidente citou nominalmente o senador Aécio Neves (PSDB-MG), dizendo que assim como ela recebeu doações no segundo turno da campanha presidencial, o adversário foi agraciado “com uma diferença muito pequena de valores”.

“Não aceito e jamais aceitarei que insinuem sobre mim ou a minha campanha qualquer irregularidade. Primeiro porque não houve. Segundo porque, se insinuam, alguns têm interesses políticos”, afirmou a presidente segundo O Globo.

A presidente defendeu que a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal investiguem a delação de Pessoa. E disse que somente se for citada nos depoimentos, tomará providências. Sobre os ministros citados na delação – Aloizio Mercadante, da Casa Civil, e Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação Social – Dilma disse que vai discutir a situação de forma privada.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.