Header Ads

Maria do Rosário protocola denúncia contra Bolsonaro no STF


A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) protocolou nesta terça-feira 16 uma queixa-crime por injúria e calúnia contra o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) no Supremo Tribunal Federal (STF). "Eu não faço isso por mim, faço por todas as mulheres brasileiras, porque ninguém merece ser estuprada", disse a deputada, acompanhada por parlamentares e representantes de movimentos de Direitos Humanos. "Não aceito que dentro do Congresso Nacional e em nenhum outro lugar exista a incitação a violência, a calúnia, a difamação e a injúria, como muitas mulheres sofrem todos os dias no Brasil", completou.

Na denúncia protocolada no STF, consta que “em sua manifestação, o deputado federal do PP, Jair Bolsonaro, fez afirmações de teor ameaçador, incitador de violência contra a dignidade sexual, as quais ostentam, a um só tempo, configuração criminal de opinião caluniosa e injuriosa que, induvidosamente, destinam-se a ofender a dignidade sexual, a honra e a cidadania.”
Bolsonaro voltou ao noticiário na semana passada depois de afirmar em plenário que só não estupraria a colega de casa Maria do Rosário (PT-RS) "porque ela não merece". A repercussão, imediata, culminou com o pedido de cassação protocolado em conjunto por PT, PSB, Psol e PCdoB. No entanto, de acordo com o Conselho de Ética da Câmara, opedido de cassação contra Bolsonaro será engavetado no dia 31 de janeiro, data da nova legislatura do Congresso.
Além da ação no STF, a deputada gaúcha também está movendo um processo contra Bolsonaro no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios por danos morais.
Na segunda-feira 15, foi a vez da vice-Procuradora-Geral da República, Ela Wiecko, denunciar Bolsonaro por incitação pública ao crime de estupro. No texto, Wiecko argumenta que“o denunciado abalou a sensação coletiva de segurança e tranquilidade, garantida pela ordem jurídica a todas as mulheres, de que não serão vítimas de estupro porque tal prática é coibida pela legislação penal. Ao dizer que não estupraria a deputada porque ela não ‘merece’, o Denunciado instigou, com suas palavras, que um homem pode estuprar uma mulher que escolha e que ele entenda ser merecedora do estupro”.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.