Header Ads

Anúncio oficial da futura equipe econômica do governo é adiado

Expectativa do mercado era conhecer nesta sexta novo ministro da Fazenda. Provável ministro é Joaquim Levy, com Nelson Barbosa no Planejamento.

A presidente Dilma Rousseff decidiu não mais anunciar nesta sexta-feira (21) os nomes dos ministros que integrarão a futura equipe econômica do governo. Segundo informou o Blog de Cristiana Lôbo, não foram explicadas as razões do adiamento.



O mercado tinha expectativa de que fossem anunciados os postos que deverão ocupar Joaquim Levy, Alexandre Tombini e Nelson Barbosa.

Ex-secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy se tornou a principal opção para o Ministério da Fazenda depois que Luiz Carlos Trabuco, diretor-presidente do Bradesco, declinou do convite para assumir a pasta.

Caso isso se confirme, Nelson Barbosa deve assumir o Planejamento e Alexandre Tombini permanecerá onde está – na presidência do Banco Central.

Todos os três chegaram a ser cogitados para ocupar a Fazenda. Nesta quinta, depois do velório do advogado e ex-ministro Márcio Thomaz Bastos, Dilma conversou longamente com Nelson Barbosa, informou Cristiana Lôbo. Levy também chegou a ser opção para o Banco Central, numa hipótese em que a Fazenda seria ocupada por Tombini.

De acordo com o Blog, a nomeação de Levy para a Fazenda seria uma sinalização mais forte da presidente Dilma Rousseff de que pretende se descolar, na medida do possível, da imagem de "ministra da Fazenda". Durante todo o primeiro mandato, sempre se disse que Dilma foi, de fato, a "ministra" da Fazenda. Na campanha eleitoral, ela anunciou que Guido Mantega deixaria o posto no segundo mandato – de acordo com a presidente, por razões de ordem pessoal.

Para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, a presidente convidou o senador do Armando Monteiro Neto (PTB-PE), candidato derrotado a governador de Pernambuco e ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria. Segundo informou o Blog do Camarotti, ele aceitou.

Dilma também convidou a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), para ocupar o Ministério da Agricultura, de acordo com o Blog do Camarotti. A senadora sinalizou positivamente ao convite, informou o Blog, e passou a consultar lideranças do partido.


Fonte: Do G1, em Brasília
posted from Bloggeroid

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.