PT já não tem mais esperança de receber o apoio de Marina Silva e sabe que o PSB dificilmente ficará ao lado da presidente-candidata Dilma Rousseff no segundo turno. Por isso, a petista afirmou nesta terça-feira, depois de reunião com aliados em Brasília, que os apoios não são decisivos para a segunda etapa da eleição nacional.