Header Ads

Câmara e Senado chegam a acordo para votação do Orçamento Impositivo



O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 22A/2000, senador Eduardo Braga (PMDB/AM), afirmou nesta terça-feira (22) que há acordo entre a Câmara e o Senado para votar o projeto que vai vincular um percentual fixo da  como ficou conhecida a proposta, obriga o Executivo federal a liberar recursos para despesas inseridas no Orçamento da União por deputados e senadores.


O acordo, segundo Braga, que também é líder do governo no Senado, foi feito após reunião entre lideranças das duas Casas e a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. O texto acordado manterá a vinculação de 50% das emendas parlamentares para a saúde pública. Da mesma forma, Eduardo Braga manterá em seu relatório a meta para que a União utilize 15% da RCL para financiar a saúde até 2018.

"Mantendo o texto assim, a aprovação do Orçamento Impositivo significará R$ 50 bilhões a mais de recurso novo para a saúde nos próximos cinco anos", disse Braga.


As mudanças acordadas durante a reunião, para que o relatório seja aprovado nas duas Casas, são questões legislativas e técnicas. Pelo texto atual do orçamento impositivo, o conjunto de emendas individuais dos congressistas não poderia ultrapassar 1% da receita corrente líquida do ano anterior. O acordo aumentará esse percentual da receita para 1,2%.


"Apresentaremos uma emenda que eleva a obrigatoriedade de execução de 1% da receita corrente líquida para 1,2%. O aumento desse percentual elevará o valor das emendas parlamentares de R$ 10,8 milhões para R$ 12,8 milhões", esclareceu o senador.


Após passar pelo Senado, a PEC segue para apreciação do plenário da Câmara. O texto, para ser promulgado, deve ser aprovado sem alterações nas duas Casas.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.