MINISTÉRIO DO TURISMO, OTCA E AMAZONASTUR APRESENTAM PROPOSTAS PARA O FOMENTO DO TURISMO NA REGIÃO AMAZÔNICA.

By Em Destaque - julho 21, 2010

A Reunião Regional de Turismo da Amazônia, realizada nesta semana em Manaus e que reuniu representantes do Ministério do Turismo do Brasil e membros da Organização do Tratado de Cooperação Amazônia (OTCA) de oito países, elaborou uma agenda de oferta turística da Região Amazônica. Representantes do Brasil, Suriname, Guianas Francesa e Inglesa, Colômbia, Peru, Bolívia, além do Equador, apresentaram a proposta na noite de 20 de julho, no auditório do Sebrae, no Centro.

Entre os itens, os representantes elaboraram cinco linhas de ação estratégica, como sistematizar as informações de turismo regional, a criação de roteiros de circuitos integrados fronteiriços, fortalecimento da imagem turística da Amazônia, criação de um mecanismo para financiar o desenvolvimento do turismo regional e desenvolver bases comunitárias de turismo na região.

O diretor de Turismo da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Jordan Gouveia, informou que o Amazonas já estuda três rotas de fomento ao turismo na região. A primeira delas é ligar o Amazonas à Venezuela. Segundo o diretor, são 989 quilômetros de estrada pela BR-174, de Manaus ao município de Pacaraima (RR), na fronteira com a Venezuela. “Já é um roteiro bastante divulgado. Nosso objetivo é estabelecer uma relação entre o Amazonas e os países limítrofes”, afirmou Gouveia.

O diretor informou que apenas dois fatores dificultam a instalação completa desta rota: um é a passagem por uma terra indígena na BR-174 e a outra, é a reforma da estrada, que está em processo de licitação. “Estamos negociando e vamos consolidar isso documentalmente”, disse.


Outra rota pretende integrar o Amazonas ao estado vizinho Pará, durante o ano todo, por meio de uma ligação fluvial e aérea com Parintins, no Amazonas, e Santarém no Pará. “Temos a intenção de tornar as paradas obrigatórias nos trechos fluviais e aéreos, com o objetivo de tornar o fluxo turístico nessas cidades constante e não só na época do Festival de Parintins”, ressaltou Jordan Gouveia.

A terceira rota é o que envolve Brasil, Colômbia e Peru, na fronteira entre Tabatinga, no Amazonas, Letícia, na Colômbia, e Santa Rosa, no Peru. Nessa região, o Amazonas é membro do Fórum de Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Mesorregião do Alto Solimões e do Fórum de Turismo da Mesorregião do Alto Solimões, além de ter criado Câmaras Temáticas, com reuniões periódicas.

Por conta disso, há em Tabatinga um centro de comercialização de produtos regionais, Centro de Informações Turísticas, Centro Gastronômico, além de Oficinas de Sensibilização para o Turismo, também presentes em Benjamin Constant e Atalaia do Norte.

Para o turismo regional, a Amazonastur também conta com um tratado de cooperação entre Brasil e Itália, em que já foram realizadas a Oficina de Elaboração de Projeto de Turismo na Mesorregião do Alto Solimões e a elaboração do Projeto Básico sobre o desenvolvimento do turismo ecológico e rural sustentável. Além disso, há a proposta de elaboração de roteiros e pacotes turísticos, o portal de integração Tabatinga/Letícia e o Terminal Fluvial Turístico de Benjamin Constant e Atalaia do Norte.

O Amazonas também faz parte do Sincov do Ministério do Turismo, sistema responsável pelo cadastramento e gestão de projetos para a celebração de convênios com o governo federal.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.