Header Ads Widget

Recent Comments

header ads

Produtores de mel de Boa Vista do Ramos recebem certificação de qualidade e podem ampliar mercado

Maior produtor de mel do Amazonas, Boa Vista do Ramos (a 271 quilômetros de Manaus) entra em uma nova etapa no ciclo da meliponicultura com a certificação de qualidade da produção, entregue pelo governador José Melo nesta sexta-feira, 11 de setembro. O entreposto de beneficiamento de mel da Cooperativa dos Criadores de Abelhas Indígenas da Amazônia (Coopmel) recebeu a certificação do Serviço de Inspeção Estadual, que assegura a qualidade higiênica, sanitária e nutricional dos produtos e é emitido pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (ADAF).


O entreposto da cooperativa beneficia 70 famílias que trabalham com a atividade. A meta é dobrar o número e elevar a produção, que este ano deve alcançar a marca de 2,5 toneladas. Segundo o governador, o setor está ganhando um novo horizonte de mercado e poderá comercializar em todo o Brasil.

"Entregamos o certificado que vai permitir que todo o mel produzido nessa região possa ser vendido para a merenda escolar, supermercado, ampliando o mercado. Trouxemos muitas coisas boas nessa manhã de trabalho. Em novembro teremos aqui o Banco do Povo e também mais vicinais, que se Deus quiser vamos entrar para fazer ", destacou José Melo durante a visita a Boa Vista do Ramos, onde também entregou títulos de terra a 768 famílias de produtores rurais

Dentro do pacote de incentivo à meliponicultura, a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) prevê financiamento de colmeias, vidros e insumos para impulsionar o setor. A próxima fase é a certificação de produto orgânico, o que vai ajudar a agregar valor aos itens feitos com o mel cultivado pelas famílias.

Em Boa Vista do Ramos, o Governo Estadual prevê a mecanização de cerca de 400 hectares através do Plano Safra 2015-2016, lançado no mês passado pelo governador José Melo. O secretário de Produção Rural, Sidney Leite, explicou que haverá incentivos aos produtores por meio de crédito e subvenção, além de recursos para melhoramento genético. A seleção dos agricultores será feita através do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal (Idam). Com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), os financiamentos destinados à mecanização agrícola terão subvenção de 85%. Para a aquisição de calcário será de 50%.
Outra medida importante destinada ao produtor rural é a possibilidade de renegociação de dívidas do Pronaf. É preciso estar em dias para acessar recursos do Plano Safra, disse Sidney Leite.



FOTOS - MICHAEL DANTAS E VITOR SOUZA / SECOM



Postar um comentário

0 Comentários

Random Posts

header ads