Opinião. 

Em se tratando do interior do Amazonas, quem diria, que até bem pouco tempo atrás, quando ouvimos falar de como a doença havia se espalhado em Manacapuru, nós de Coari fazíamos pouco caso da situação, agindo como se o perigo não nos cercasse. 

Altualmente estamos na liderança. Equanto os números de Manacapuru alarmaram a todos os, coarienses estavam na quarta ou na quinta posição em número de contagiados. Não demorou nem três meses para o quadro mudar horrivelmente contra nós. 

Atualmente não só ultrapassamos Manacapuru em número de casos positivos, ocupando a liderança no Estado do Amazonas, como ultrapassamos a quantidade de 3.000 pessoas comprovadamente infectadas. Para ser preciso são 3. 018 casos positivos contra 2. 973 de Manacapuru, só não superamos os números de óbitos que aqui são 77 e lá são 121.

Há controvérsias sobre o número de mortos, por que segundo informações de fontes da área da saúde, em Coari já há mais de 100 casos de óbitos pela doença aguardando apenas a contra-prova. Enquanto não sai o resultado positivo de outro exame, os números oficiais vão se represando, mas infelizmente quase todos os casos de óbitos por exame rápido são depois confirmados no segundo exame o que significa que facilmente passaremos a barreira de centenas de óbitos. 

Mesmo na liderança dos números positivos do Dovid 19 no Amazonas, Coari abre seu comércio, academias, e instituições. Basicamente apenas as aulas não retornaram. As pessoas estão pelas ruas e locais de aglomeração agindo basicamente como se tudo estivesse normal. 

Parece que o cidadão coariense ou já se acostumou com o perigo, ou já aceitou com resignação a condição do município como um grande campo de contágio, tentando retomar o ritmo de vida mesmo correndo perigo.