Os problemas gerados pela detenção do prefeito Adail Filho, na operação Patrinius, resultou em um grande embaraço para o funcionalismo municipal. Com o impedimento do prefeito, os repasses financeiros que dependiam de senha bancária exclusiva do prefeito para efetiva transação de valores entre a prefeitura e o banco, ficaram paralisados.

Em entrevista, concedida hoje a uma rádio local, Marcos Castilho, Secretário de Administração informou que o pagamento pendente pode ser efetuado até a próxima sexta-feira (4).

O secretário afirmou Coari que desde a última terça-feira ele está em contato com os bancos Bradesco e Brasil para que seja liberado o token bancário da prefeita em exercício, Laura Macedo Coelho, procuradora do município. Segundo ele, a prefeitura já deu entrada na documentação necessária e agora resta aguardar os procedimentos burocráticos.

"A previsão é que até sexta-feira tudo isso já esteja resolvido. As agências bancárias nos deram esta resposta através de seus gerentes e estamos bem esperançosos que isto seja resolvido" - afirmou o secretário. As duas maiores secretarias que estão aguardando pagamento: Educação e Saúde.