REATIVADA A CASA DO CIDADÃO EM COARI

Neste sábado, 9, foi inaugurada a Casa do Cidadão, em Coari. O prédio pertence à prefeitura e será gerenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Social Emprego e Renda. Com o prédio é próprio, o dinheiro que seria gasto com aluguel será investido em benefícios para os serviços prestados na própria instituição.

Serão oferecidos cerca de 13 serviços nas dependências da Casa do Cidadão, desde cópias de documentos  à recadastramento biométrico, passando pelos serviços de identificação, emissão de carteira de trabalho e também entrada na aposentadoria.

Na inauguração a vice-prefeita Mayara Pinheiro afirmou: "Estamos devolvendo ao povo o que é deles por direito!".

Comentários

  1. A atual administração municipal precisa trabalhar com seriedade no combate a violência, atendimento com qualidade na saúde e procurar gerar emprego e renda! Pois olhem políticos municipais o que pode acontecer com quem desvia dinheiro publico: O ex-prefeito de Coari, Raimundo Nonato Araújo de Magalhães, teve prisão temporária decretada pela Justiça do Amazonas. A detenção de cinco dias pode ser prorrogada em caso de necessidade e convertida em preventiva. Segundo a Polícia Civil do município, Magalhães está foragido.

    A decisão foi assinada pelo juiz Fábio Lopes Alfaia, titular da 1ª Vara da Comarca de Coari. Ele decretou ainda busca e apreensão de bens que possam pertencer à prefeitura do município, localizado a 366 Km de Manaus. O magistrado autorizou ainda a quebra de sigilo bancário e fiscal do ex-prefeito.

    O processo trata de representação do Ministério Público do Estado do Amazonas, após instauração de procedimento administrativo para fins de apurar irregularidades em contrato supostamente celebrado para aquisição de material em quantidade desproporcional e a valor muito acima do mercado.

    “No caso concreto, os indícios suficientes de autoria e de materialidade se apresentam, a priori, pelos fatos expostos pelo representante ministerial, dando conta de que o representado, juntamente com terceiros, teriam lesado o patrimônio público municipal ao celebrar e cumprir contratos administrativos ruinosos (...)”, afirma o magistrado.

    O titular da delegacia de Coari, José Barradas, informou à Rede Amazônica que o ex-prefeito está foragido. O G1 tentou contato com Magalhães, mas as ligações não foram atendidas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.