20 de setembro de 2017

OS TERRÍVEIS DETALHES DA MORTE DA CANOÍSTA BRITÂNICA EM COARI



Ontem, 19 de março, a Polícia de Coari, sob o comando do Comandante Pedro Moreira esteve dando apoio a equipe de policiais civis comandada pelo Dr. Rafael da Delegacia de Homicídios da Capital. Com ajuda de populares de Lauro Sodré foi capturado um dos envolvidos. Um menor de 17 anos,  de apelido "Kael".

Kael falou que mataram a inglesa a tiros e terçadadas e jogaram o corpo no Rio.

OS DETALHES

Baía e Artur foram até ela armados com uma espingarda e viram a sombra dela refletida pela luz dentro da barraca. Baía atirou na mulher e o tiro pegou de raspão. A mulher começou a gritar e tentar argumentar com eles possivelmente falando em espanhol.

Quando Baía ouviu o idioma falado ele tornou a correr na canoa onde estavam os outros dois e pegou mais uma munição para atirar na mulher, dizendo ele aos demais que era uma "peruana" e na idéia deste estaria transportando drogas.

Depois que Baía atirou pela segunda vez nela, ela continuava viva e gritando. Daí arrastaram a canoísta britânica pelos cabelos até a canoa dos bandidos, na margem do rio e fizeram atrocidades com ela. Mataram a mulher de terçadadas. Degolaram e a jogaram no meio do Rio. Depois cortaram de terçado o caiaque e abandonaram no local, levaram todos objetos eletrônicos e outros aparelhos.

De manhã eles já comentavam na Comunidade o que fizeram. Os moradores não denunciaram para a polícia porque na comunidade não há nenhum orelhão para fazer ligações telefônicas e nem pega celular.

De acordo com a fonte do Blog Em Destaque, Baía vendeu e trocou por drogas os aparelhos na própria comunidade. No dia de ontem (19), após uma incursão da POLÍCIA CIVIL na comunidade BAIA fugiu para a CIDADE de Coari. Após empreender perseguição ao mesmo, ele foi preso na cidade de Coari. A guarnição chegou ao acusado, através de populares, informando que, na mata próximo ao campo de futebol do Pera, haviam escutado vários disparos de arma de fogo e gritos. A guarnição entrou na mata citada e tempo depois avistaram um elemento gritando, foi reconhecido como sendo Baía.


Foi dada voz de prisão pela polícia e o mesmo informou que outro bandido, chamado de Netinho da rua Padre Mario e sua turma, haviam atirado nele. Segundo ele a turma do Netinho imaginava que ele tinha roubado jóias e dinheiro da gringa e eles queriam o produto do roubo. O acusado foi conduzido para o hospital, com um tiro na costela esquerda e um na perna direita.

Suspeito morreu vítima de tiros

Baia faleceu nesta manhã, no Hospital Regional de Coari, vitima de tiros trocados com outros bandidos.

2 comentários:

  1. Grotesco, como pode uma pessoa dessa cometer tamanha barbarie somente para roubar.

    ResponderExcluir
  2. Cometem esses crimes hediondos porque sabem que não serão punidos, pois os maiores criminosos são os que usam terno e gravata! Eu ainda acredito que existem policiais honestos, mas sabemos que a maioria que usam armas legalmente e distintivo são bandidos...existem também os G.F.M da vida que usam togas mas são tão corruptos como qualquer outro bandido de quinta.

    ResponderExcluir

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.