Violência continua assustando coarienses.


O homicídio ocorreu na manhã desta quinta-feira (14), na Praça do Espirito Santo, um bairro de Coari. Segundo as primeiras informações levantadas junto à populares que estavam no local, o homem conhecido como Raimundo, ia para o seu trabalho diário que é vender bombons e perfumes ao lado do Banco Bradesco, quando foi abordado por ladrões que o viram com uma pochete que ele usava tradicionalmente, e pelo o uso da mesma era conhecido: local onde guardava o dinheiro da venda dos bombons.

Os assaltantes eram dois homens que estava em uma motocicleta: um com farda de moto-taxista da cor vermelha e capacete e outro homem de camisa preta, ambos de calça jeans. O homem foi atingido por 5 tiros. O homicídio chocou a todos os coarienses pelo forma violeta e covarde como aconteceu e também pelo horário, cedo pela manhã.

Fica a pergunta no ar: Qual o horário seguro para andar em Coari? Parece que a criminalidade dominou de vez a situação, pois o medo domina quem mora na cidade e fica se perguntando quem poderá fazer alguma coisa para mudar este quadro triste de violência que têm feito os cidadãos de bem, as pessoas que moram em Coari, reféns dos ladrões e assaltantes.