Header Ads

Violência assusta moradores de Coari

De acordo com a Polícia Civil, foram registrados 30 homicídios, em 2017, no município. Moradores admitem insegurança e relatam que o desemprego tem motivado a criminalidade

Girlene Medeiros / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Moradores de Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus) apontam viver em constante tensão devido à falta de segurança na cidade. A Polícia Civil de Coari informou ter registrado 30 homicídios, até esta sexta-feira (21), sendo 90% dos assassinatos relacionados ao tráfico de drogas. Os comunitários da cidade alegam que muitos sofrem com o desemprego e alguns partem para o tráfico, aumentando a onda de criminalidade.

De acordo com o delegado de Coari, Mauro Duarte, a quantidade de assassinatos registrados este ano é expressiva, já que, em todo o ano passado, foram registrados 50 homicídios pela Polícia Civil local. Segundo uma estimativa do delegado, este ano, foram registrados 4 mil Boletins de Ocorrência de crimes, como homicídios, roubos e furtos. "É difícil a situação e o problema é o tráfico de drogas, que está presente na motivação de 90% dos homicídios", apontou Duarte.

Conversando com moradores de Coari, a reportagem percebeu o medo que os comunitários sentem em falar sobre a insegurança da cidade. Alguns evitaram até ser identificados por temer represálias. Um desses é um mecânico, de 53 anos, que pediu para não ter o nome divulgado. Com medo de falar sobre o assunto, mesmo por telefone, o morador de Coari disse temer pela própria vida. "A gente tem que se esconder, como se fosse bandido. É uma cidade muito perigosa", afirmou.

Um estudante universitário, de 20 anos, que também pediu para não ter o nome divulgado, esteve na cidade a trabalho essa semana. Ele afirmou ter ouvido que a insegurança é o pior problema do município. "A falta de segurança e o desemprego levam muitos a partirem para o caminho da violência", disse o estudante, sobre a busca por subsistência de moradores no tráfico de drogas e na prática de roubos.

Sobre o desemprego, a Secretaria de Comunicação de Coari informou que uma das ações para combater esse problema são as 60 obras de revitalização em espaços públicos da cidade que, conforme a secretaria, gerou quase 700 empregos diretos que devem durar até o início do mês de agosto.

De acordo com um dos líderes religiosos da cidade, o padre Valdivino Araújo, que também é coordenador de pastoral da Diocese de Coari, a praça da cidade, onde está localizada a Catedral de Sant'Ana e São Sebastião, é um dos principais locais onde acontecem roubos e homicídios. Segundo o padre, não há diferença entre bairros de Coari e o sentimento de insegurança é comum em todas as áreas da cidade. "A gente sabe que o Brasil inteiro sofre com falta de segurança, mas Coari é demais", disse o religioso.

A reportagem procurou a Secretaria de Segurança e aguarda resposta.


5 comentários:

  1. Não sei se é falta de emprego eu sei que as pessoas estão morrendo e ninguém faz nada

    ResponderExcluir
  2. Realmente a violência e o crime imperam em nossa querida Coari!O grande problema é que as autoridades não estão nem aí para os bandidos, assaltantes e traficantes. É preciso rigor nas punições desses infratores. A polícia quase não age, quando age e prende alguns bandidos vem a dona justiça e por qualquer valor monetário os solta. Tá complicado!!!

    ResponderExcluir
  3. Daniel, essa cidade de COARI tem PREFEITO, VEREADORES?????

    ResponderExcluir
  4. Olá Daniel! Gostaria de pedir a você que procurasse de alguma maneira saber e divulgar também a violência que está tomando de conta das comunidades rurais de nosso município. Recentemente lá na comunidade Vila Monteiro no lago de Coari um sujeito de nome Valcy esfaqueou um jovem de nome Milton e sua a própria cunhada por ciume. O problema é que segundo informações não foi registrado nenhum B.O. Por favor procure ajudar através de seu blog a diminuir tanta violência em nosso município e principalmente nas comunidades rurais. Tem o Naldo lá do Andirá que é muito perigoso...assaltos aos ribeirinhos que viajam no lago de Coari é constante...Cadê a polícia e demais autoridades?

    ResponderExcluir
  5. É aquela velha história meu amigo. Coari tem jeito, só falta um prefeito! É preciso também que as demais autoridades constituídas atuem de forma rigorosa. Se faz necessário urgentemente que o poder judiciário seja muito enérgico. Não fique soltando os bandidos por cifras de real. Será que a dona justiça vive tão necessitada assim, ou será outro o motivo de aceitar tanto pagamento de fiança?

    ResponderExcluir

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.