A loja mais completa e o crediário mais fácil da cidade.

A loja mais completa e o crediário mais fácil da cidade.
Vem pro Chora!

Pedidos On Line

Pedidos On Line

RIFÃO

RIFÃO
Mil reais Compra chora Pra Vender Fiado 1 ano de academia 1 Jantar a dois no shushiburger 1 Pct redução de medidas (5 sessoes massagem modeladora) Companhia de Estética e Beleza Magras 1 look Ele&Ela 1 ano academia SuarFit 1 combo suplementos Farma Norte (Cafeina, BCCA e Whey) 1 pacote cilios fio a fio natural +design de sobrancelhas completo + depilação: buço+axilas (Espaço beleza Joyce Nascimento) 1 Bronzeamento (Joyce Bronzeamento)

Vem pro Mundo das Delícias!

Vem pro Mundo das Delícias!
#LorinhoPizzaeSorvete PizzaDelivery: (97)9 8117-4097 (97) 9 8408-8097 (97) 9 8127-2257 (97) 9 9164-3178 3561-9474 97 8117-4097 (Whatsapp)

15 de julho de 2017

Vestida de noiva, filha do ministro da saúde é alvo de protesto com ovos e copos de cerveja

Foto de arquivo mostra a deputada estadual Maria Victória Barros no dia das eleições 2016. Ela tem 25 anos e é filha do ministro da saúde, Ricardo Barros

A deputada estadual Maria Victória Barros (PP), filha do ministro da Saúde, Ricardo Barros, e da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, foi alvo de protestos no dia de seu casamento em Curitiba (PR). Na noite da última sexta-feira (14), a deputada de 25 anos foi alvo de ovos, copos de cerveja, garrafas, algumas pedras, cuspe e lixo, segundo a Folha de S. Paulo. Todos arremessados quando chegava à igreja para subir ao altar.

Em frente a uma igreja histórica no centro de Curitiba, dezenas de pessoas se reuniram para protestar contra o que chamavam de "casamento ostentação". A recepção, realizada em um prédio que é patrimônio histórico, foi destinada a 1.200 convidados, incluindo o presidente Michel Temer, que não compareceu.

 

Como uma estrutura metálica foi erguida no local da festa, a Sociedade Garibaldi, arquitetos reclamaram da intervenção no prédio histórico; e a coordenação do patrimônio cultural acabou autorizando a obra depois de erguida, mas multou os proprietários do edifício pela falta de pedido prévio.

 

A Folha afirma que os protestos começaram pouco antes das 19h, horário marcado para a cerimônia. Os manifestantes vindos de sindicatos e partidos de oposição ao governo federal tiveram adesão de estudantes e frequentadores dos bares ao redor, aos gritos de "golpistas" e "Fora Temer". 

 

Convidados eram vaiados e xingados na entrada. A noiva, chamada de "vagabunda" e "filha da p...", teve que ser escoltada por policiais — e guarda-chuvas — para chegar à igreja. Na saída, convidados ficaram ilhados na igreja por quase duas horas. Cerca de 30 policiais do choque, com escudos e capacetes, cercavam a porta.

 

Os noivos e os pais saíram de van, escoltados pela polícia, com ovos atirados contra o veículo. Convidados que seguiam a pé para a festa foram xingados e também tiveram copos e ovos arremessados contra eles, conforme relato da Folha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.