9 de julho de 2017

SOBRE O JULGAMENTO DE LULA

O nome e a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estiveram fortemente ligados à expansão da reputação do Brasil pelo mundo ao longo da primeira década do século 21. Enquanto o governo de Michel Temer se afunda em crises e escândalos e a eleição de 2018 começa a se aproximar, analistas estrangeiros começam a avaliar as chances de Lula voltar a ser presidente e a especular sobre o tipo de governo que ele faria.

Esta tendência fica evidente em um artigo publicado pela agência norte-americana de inteligência e geopolítica Stratfor. ''O Brasil pode trocar um escândalo presidencial por outro'', diz o título da análise, sobre essa possível volta do ex-presidente petista ao poder.

Para a Stratfor, o resultado do julgamento de Lula, e sua presença ou ausência na política brasileira, vai ser um fator determinante para o futuro do Brasil.

A análise indica que Lula é atualmente o candidato com mais chances de chegar à Presidência, mas o caminho é difícil, e seu novo governo seria marcado pelos mesmos problemas legais e morais que afetam o de Temer atualmente.

''Uma Presidência de Lula significaria que mais um presidente brasileiro estaria sob investigação de corrupção. E a luta que Temer enfrenta oferece um claro exemplo do que Lula enfrentaria como presidente'', diz. ''O Brasil continuaria em um estado de incerteza política.''

A Stratfor usa tom bastante crítico em relação ao ex-presidente, mas reconhece que, apesar das investigações contra ele, Lula conquistou ''reputação entre brasileiros de garantir estabilidade financeira. Na cabeça de muitos, Lula é o presidente que diminuiu a desigualdade e o desemprego''.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.