13 de junho de 2017

Brasil goleia Austrália em teste (fraco) para a Copa do Mundo


Com tranquilidade, time alternativo de Tite bateu a equipe anfitriã em Melbourne por 4 a 0. Diego Souza, com dois gols, foi o destaque

Por Da redação
access_time13 jun 2017, 08h59 - Atualizado em 13 jun 2017, 09h32


Aos 10 segundos de jogo, Diego Souza marcou o gol mais rápido da história da seleção (Pedro Martins/Mowa Press)



A seleção brasileira goleou a Austrália por 4 a 0 na manhã desta terça-feira em amistoso de poucas emoções em Melbourne. O técnico Tite promoveu várias mudanças em relação à derrota para a Argentina na semana passada para testar jogadores, a um ano do início da Copa do Mundo da Rússia. Diego Souza, autor de dois gols, um deles o mais rápido da história da seleção, o zagueiro Thiago Silva e o atacante Taison aproveitaram suas chances e definiram a vitória fácil no Lakeside Stadium, que recebeu 48.847 torcedores.

O Brasil entrou com oito alterações em relação ao último jogo: apenas Thiago Silva, Paulinho e o novo capitão Philippe Coutinho entraram como titulares nos dois amistosos. Com Neymar, Daniel Alves, Casemiro, Marcelo, Alisson, Marquinhos e Miranda já de férias, e Gabriel Jesus lesionado, o time desta terça foi formado por atletas que ainda buscam garantir vaga no Mundial. A Austrália também poupou seus principais jogadores para a disputa da Copa das Confederações, que começa no próximo sábado, e entrou com um time alternativo – e muito fraco. Seu destaque foi o veterano Tim Cahill, de 37 anos, que marcou cinco gols em três Copas do Mundo, mas mal tocou na bola nesta manhã.
Veja também

EsporteIrã é o terceiro país classificado para a Copa da Rússiaquery_builder12 jun 2017 - 17h06

EsporteEstudo aponta Neymar como jogador mais valioso do planetaquery_builder12 jun 2017 - 16h06


A seleção brasileira saiu na frente logo aos 10 segundos do primeiro tempo em uma lambança da equipe australiana. Giuliano cortou passe no meio-campo e lançou para Diego Souza, que invadiu a área e bateu cruzado. O goleiro Mitch Langerak caiu mal para a bola e aceitou. Foi o gol mais rápido da história da seleção brasileira, superando Neymar, que na Rio-2016 marcou contra Honduras com 14 segundos de jogo no Maracanã.

David Luiz, jogando de volante como no Chelsea (Rodrigo Caio e Thiago Silva foram os zagueiros) deu bom passe para Diego Souza, que voltou a balançar as redes, mas o gol foi bem anulado por impedimento. O Brasil seguiu controlando o jogo no meio-campo, mas a principal atração passou a ser os pássaros no gramado. O jogo só foi melhorar na segunda etapa.

Aos 16 minutos, o Brasil ampliou em cobrança de escanteio de Coutinho. David Luiz subiu muito bem e cabeceou no travessão; na sobra, Thiago Silva completou, também de cabeça, para as redes. Aos 29, Taison, que entrou no lugar do apagado Douglas Costa, recebeu belo passe de Paulinho e marcou o terceiro. O jogador do Shakhtar Donetsk, que briga com Roberto Firmino e Douglas Costa por uma vaga na Copa e fez seu primeiro gol pela seleção, se emocionou na comemoração.

Rodriguinho, que entrou no lugar de Giuliano, quase marcou o seu primeiro pela seleção aos 42 minutos, após linda jogada de Willian, mas o goleiro Langerak fez bela defesa. No último lance, Diego Souza marcou de cabeça após cobrança de escanteio e fechou a goleada. O teste desta terça só não foi bom para o goleiro Diego Alves. Diante da fragilidade da equipe australiana, o jogador do Valencia praticamente não tocou na bola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.