Header Ads

Seleção Brasileira volta para casa com 21 medalhas do World Pro de Jiu-Jítsu e amazonenses são responsáveis por mais da metade das conquistas

A Seleção Brasileira de Jiu-Jítsu, que representou a nação na última semana no World Professional, em Abu Dhabi, começou a desembarcar em seus estados de origem. Com um saldo positivo de 21 medalhas conquistadas no maior evento de arte suave do mundo, os amazonenses – que já estão na terrinha baré – foram responsáveis por mais da metade delas, ao todo 15. Essa foi a primeira vez que uma delegação oficial representou o Brasil no evento e todos os 58 atletas (incluindo paratletas) receberam apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e Ministério do Esporte.

Nesta quarta-feira, dia 26, a partir das 14h30, alguns lutadores amazonenses já realizam treino na Vila Olímpica de Manaus, no Dom Pedro, como é o caso de Gabriel Moraes. O faixa preta faturou ouro pela segunda vez consecutiva no World Pro e levou mais de R$15 mil de premiação, após conquistar a categoria 62Kg, pela Master I. No primeiro combate, Gabriel venceu o americano Rene Lopez por vantagem e, na final, ele atropelou o brasileiro Jorge Santos com sinistros 11 pontos a 0. Com o resultado nos Emirados Árabes, o lutador ainda conquistou o primeiro do ranking, recebendo da organização do evento um 'agrado' a mais pelo feito.

"Eu venci as principais competições da Federação Internacional de Abu Dhabi nos últimos meses, como o Grand Slam do Rio de Janeiro, o Grand Slam de Londres, o National Pro em Manaus, assim como o World Pro nos Emirados. São eventos fortes, que valem uma boa premiação e, graças a Deus, consegui ser campeão em todos. Com isso, estou como o primeiro do ranking na minha categoria e continuarei a batalhar por isto. Inclusive, ganhei mais uma quantia da organização por ser o número um e participei no domingo de um jantar no Emirates Palace, que só vão convidados, e onde realizaram uma homenagem para os vencedores", contou o faixa preta.

A amazonense Rita de Cássia foi outra que brilhou. A faixa roxa fez três lutas, vencendo a primeira por finalização, a segunda ganhou por vantagem e a terceira faturou por dois pontos, deixando a filipina Margarita Ochoa para trás. Com o resultado, ela além de levar o ouro pela categoria 49kg, ainda embolsou a premiação de mais de seis mil reais. A casca grossa tambem treina nesta quarta na Vila Olímpica.

"A competição foi muito difícil e essa foi minha primeira vez no World Pro. Eu voltei ao Jiu-Jítsu depois de alguns anos, pois estava focado no judô, e meu retorno não poderia ter sido melhor. Agora, em Manaus, vou conversar com meus mestres e analisar minha carreira. Muito provavelmente devo voltar minha preparação para a Luta Olímpica, mas sem deixar as outras lutas de lado", disse, Ritinha.

Eduardo Inojosa foi outro que subiu no pódio, após conquistar a terceira colocação por ponto. Para o World Pro, o atleta fez sua preparação na Califórnia, com o Mestre Xandy Ribeiro. "A gente vem aqui focado na primeira colocação, mas fiquei satisfeito com a minha conquista, pois todos os atletas aqui são bons. Além do mais, o Brasil, por ter muitos atletas, participa de um classificatório, para poder chegar à semifinal. Logo, considero importantíssimo esse feito", disse.

O ParaJiu-Jítsu também foi motivo de orgulho. Flavio Leonardo, faixa roxa, classe 2 (amputado inferior), que o diga. O paratleta conquistou ouro na categoria e na absoluto, após vencer por ponto e finalização, respectivamente. Essa foi a primeira grande competição do casca grossa após o acidente sofrido há um ano e meio, quando um carro o atingiu, enquanto ele estava numa moto.

"Quando o acidente aconteceu eu era faixa azul e depois de quatro meses, sem a perna esquerda, estava voltando a lutar. Graduei faixa roxa, aprendi a fazer um jogo que me beneficia, e participo tanto de competições de parajiu-jítsu, quanto as demais. Fiquei muito feliz com o resultado, orgulhoso, e impressionado com uma competição deste nível. Essa conquista vou guardar para a vida inteira e agradeço muito meus professores Almerio Augusto e Bruno Cunha, da Ribeiro Jiu-Jítsu", disse o jovem de 23 anos.

O paratleta Alex Taveira emplacou tanto na categoria 56kg quanto na Absoluto. Com isso, ainda foi convocado para ser embaixador da modalidade em Manaus. "A batalha aqui foi árdua, mas graças a Deus deu tudo certo. Foi um momento feliz para a Seleção e saímos daqui fazendo história. Tenho certeza que todos vão ficar orgulhosos dos nosso resultados".

 

Resultados

 

Ouro – World Pro

 

Até 69kg  - Luiz Medeiros (Alliance) – Azul Adulto - AMAZONAS

Até 62kg  - Thalisson Soares (PSLPB Cicero Costha) – Roxa Adulto - AMAZONAS

Até 49kg  - Rita Reis (Ivo Neto BJJ) – Roxa Adulto - AMAZONAS

Até 90kg  - Heloisa Ferreira (Alliance) – Roxa Adulto- SÃO PAULO

Até 55kg  - Brenda Larissa (Alliance) – Azul Adulto – AMAZONAS

Até 69kg- Ítalo Azevedo (PSLPB Cícero Costa) – Roxa Adulto – AMAZONAS

Até 62Kg - Gabriel Moraes (Alliance) – Preta Master I – AMAZONAS

Até 85kg – Gustavo Batista (NS  Brotherhood) – Marrom Adulto – São Paulo

 

Ouro – World Pro – PCDs (Pessoas com Deficiência/ ParaJiu-Jítsu)

 

Até 56kg - Alex Taveira (deficiência congênita) - Faixa Preta – Categoria e Absoluto - AMAZONAS

Até 85kg - Flavio Leonardo (amputado) - Faixa Roxa – Categoria e Absoluto - AMAZONAS

Até 110kg - Adriano Gomes (paralisia cerebral) - Faixa Preta- Categoria e Absoluto – AMAZONAS

Até 77kg – Ender Rodrigo (deficiência membros inferiores) – Faixa Preta – Categoria – AMAZONAS

 

Prata - World Pro

 

Até 110kg – Pedro Pimenta (GF Team) - Roxa Adulto- RIO DE JANEIRO

Até 94kg - Anderson Munis (Clube Feijão) – Azul Adulto – MARINGÁ

Até 85Kg – André Júlio (AJ Jiu-Jítsu) – Preta Master – AMAZONAS

Até 94kg – Mateus Xavier (Checkmat)- Marrom Adulto – NATAL

Bronze - World Pro

 

Até 94kg - Pedro Elias (NS Brotherhood) – Roxa Adulto – SÃO PAULO

Até 94Kg -  Eduardo Inojosa (Ribeiro Jiu-Jítsu) – Preta Master I – AMAZONAS

 

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.