Header Ads

Prévia da inflação atinge menor nível para abril em 11 anos

BGE

IPCA-15 avançou apenas 0,21%, menor nível para o mês desde 2006
por Portal BrasilPublicado20/04/2017 11h51Última modificação20/04/2017 15h04
O custo de vida continua a cair para o brasileiro. Em abril, a prévia da inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), avançou e ficou em 0,21%. A taxa é a mais baixa para o mês desde 2006, quando o indicador marcou 0,17%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística  (IBGE).
O resultado marca, também, a acomodação do índice dentro dos parâmetros do Banco Central, que persegue uma meta de inflação de 4,5%, podendo variar 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Nos últimos 12 meses, a taxa ficou em 4,41%, menor variação nessa base de comparação em sete anos. 
Já no acumulado do ano, o resultado de abril ficou em 1,22%, bem abaixo dos 3,32% registrados no mesmo período do ano passado.
Entre os grupos que formam o IPCA-15, o principal influenciador do mês foi o de alimentação e bebidas, que variou 0,31% diante da alta nos preços do tomate (+30,79%) e da batata-inglesa (+11,63%). O impacto desse item em abril foi de apenas 0,08 ponto percentual.
Em abril, contudo, as quedas mais intensas foram registradas nos grupos de transportes (-0,44%) e artigos residenciais (-0,43%). No primeiro, influenciou no resultado a queda nos preços de combustíveis (-2,77%) e, no segundo, a queda nos preços dos móveis (-0,71%).
Custo de vida menor
 Com as reformas econômicas e a melhora dos indicadores de confiança, o custo de vida do brasileiro vem caindo sistematicamente nos últimos meses. No primeiro trimestre, por exemplo, a inflação oficial atingiu seu menor nível desde o início do Plano Real, em 1994.
Com isso, a expectativa no mercado financeiro é de que a inflação encerre o ano em 4,06%, bem abaixo da meta perseguida pelo Banco Central. Diante disso, a estimativa é que os juros estruturais da economia também caiam e fiquem em 8,50% ao ano em 2017.
Fonte: Portal Brasil, com informações do IBGE e Banco Central

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.