Header Ads

Natural do município de Maués, estudante amazonense conta a experiência de participar de intercâmbio do Programa Jovens Embaixadores, nos Estados Unidos

Jefferson Caleb Santos de Souza, de 17 anos, participou, durante três semanas, do Programa Jovens Embaixadores 2017. FOTOS: DIVULGAÇÃO/SEDUC

O estudante amazonense Jefferson Caleb Santos de Souza, 17, foi um dos 50 jovens brasileiros selecionados no Programa Jovens Embaixadores 2017 e teve a oportunidade de participar de um intercâmbio de três semanas em Washington, nos Estados Unidos. Ex-aluno da rede estadual, Jefferson, que é natural do município de Maués (distante 356 quilômetros de Manaus), conta que a experiência do intercâmbio foi única em sua vida.

"Todo jovem da capital e do interior tem o sonho de conhecer uma realidade diferente, de fazer essa troca de experiências, esse intercâmbio, só que a grande maioria não têm condições financeiras pra alcançar esse objetivo. Conheci o Programa Jovens Embaixadores e vi nele uma oportunidade de fazer esse intercâmbio e desenvolver um perfil de liderança", afirmou o estudante, que atualmente cursa o 3º ano do Ensino Médio no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam/ Campus Maués).

Concorrendo com mais de 18 mil estudantes de todo o Brasil, Jefferson se destacou no processo de escolha do grupo que participaria do intercâmbio tanto pelo domínio da Língua Inglesa quanto pelas atividades de voluntariado que desenvolvia em sua comunidade. A seleção para a escolha dos participantes do programa foi coordenada pela Embaixada dos Estados Unidos, pela Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) e em parceria com organizações públicas e privadas, entre elas o Instituto Cultural Brasil - Estados Unidos (ICBEU).

Em 2016, Jefferson concorreu a uma vaga no programa, mas não foi classificado. Foi a persistência que levou o jovem estudante a não desanimar e tentar novamente na edição de 2017 do programa.

"Por eu participar de atividades de voluntariado na minha igreja e na escola, percebi que estava elegível para concorrer a uma vaga no programa. Tentei pela primeira vez em 2016, mas não fui classificado e tentei novamente na edição de 2017. Foi quando eu fui escolhido entre os 50 jovens de todo o país", explicou o estudante, que é ex-aluno da escola estadual São Pedro, em Maués.

Intercâmbio - Na primeira parte do intercâmbio, os estudantes viajaram para Brasília, de onde embarcaram para a capital norte-americana. Para o estudante, o intercâmbio teve início ainda no Brasil, quando os jovens de diferentes partes do País puderam se encontrar e entrar em contato com realidades distintas.

"O primeiro intercâmbio que nós tivemos no Programa Jovens Embaixadores foi no Brasil, pois quando nos encontramos em Brasília, nos deparamos com diferentes realidades, diferentes visões de mundo, diferentes gírias e sotaques e esse já é um intercâmbio maravilhoso porque é dentro do nosso próprio País", contou.

Em Washington, Jefferson, assim como os demais estudantes brasileiros e ficaram hospedados na casa de famílias norte-americanas. Essa experiência, para o aluno amazonense, foi algo muito positivo, que lhe trouxe ainda mais conhecimento.

"Uma coisa é você ir para os Estados Unidos e se hospedar em um hotel, com outros brasileiros, outra é você ir para a casa de uma família norte-americana, tendo a oportunidade de fazer uma imersão mais profunda na cultura norte-americana, nos costumes, na alimentação e no idioma. Foi uma oportunidade única de treinar as minhas habilidades na língua inglesa e, ao mesmo tempo, poder conhecer uma cultura diferente.  Dessa forma, pude aprender muito mais e sou muito grato por isso. Fui recebido como um membro da família", relembrou Jefferson.

Como parte das atividades do programa, o estudante participou de reuniões com autoridades do governo dos Estados Unidos e líderes comunitários; visitou escolas e conheceu projetos sociais; participou de atividades de voluntariado e fez ainda uma apresentação sobre o Amazonas.

"Além de conhecer a cultura norte-americana, tivemos a oportunidade de levar um pouco da nossa cultura e na minha apresentação sobre o Amazonas, não deixei de mencionar o 'Encontro das Águas',  a ponte do 'Rio Negro', 'O parque nacional do Jaú', o 'Festival Folclórico de Parintins' e um pouco sobre a minha cidade", contou Jefferson.

Voluntariado - Integrante do grupo de voluntariado da igreja que frequenta, o estudante conta que o trabalho que exerce em função de famílias carentes é algo que vai muito além do auxílio material.

"Nos finais de semana, fazemos visitas às residências, distribuímos livros, arrecadamos alimentos para serem doados às famílias carentes. É um trabalho que envolve tanto o auxílio material como a atenção que você dá a essas pessoas, para que elas possam se sentir úteis. Ao mesmo tempo em que você leva a palavra de Deus a essas pessoas carentes, você também tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a vida delas", afirmou o estudante, destacando que também participa do Grêmio Estudantil em sua escola e tenta estar sempre atento aos interesses e anseios da comunidade estudantil.

Incentivo - Jefferson, que pretende cursar faculdade de Direito e Letras com ênfase em Língua Portuguesa, está confiante que a experiência vivenciada durante o intercâmbio lhe abrirá muitas portas.

"Pretendo cursar faculdade de Direito e Letras Língua Portuguesa, porque são áreas que eu me interesso bastante, a questão da legislação, da justiça de um modo geral e o idioma, porque acredito que é uma das maiores expressões culturais de um povo. O programa Jovens Embaixadores nos abre muitas portas, nos dá muitas oportunidades, nos dá visibilidade e acredito que posso fazer um uso positivo dessa experiência", ressaltou.

Para os alunos que também têm o sonho de fazer a experiência do intercâmbio, o estudante afirma que o segredo é acreditar em si mesmo. "É necessário acreditar em si mesmo, pois existem muitas pessoas negativas que dizem que você não vai conseguir e não devemos nos deixar influenciar por essas pessoas. Acredite em você mesmo, mesmo que as pessoas não acreditem", incentivou Jefferson.








Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.