Header Ads

Mulher é presa após atear fogo na residência onde morava com a família em Iranduba

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas foi acionado ao local e conseguiu controlar o incêndio. FOTOS: DIVULGAÇÃO/PC-AM.

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba, registrou na manhã de segunda-feira, dia 10, por volta das 7h, a prisão, em flagrante, de Miriam Cristina Marques, 25, pelo de crime de incêndio.

Conforme o delegado Antonio Chicre Neto, titular da 31ª DIP, a mulher ateou fogo na casa onde morava com a família, situada na avenida Alto Solimões, bairro Alto de Nazaré, naquele município, distante 27 quilômetros em linha reta da capital. Os familiares do companheiro da infratora detiveram a mulher e a conduziram à 31ª DIP, após a ação criminosa.

A autoridade policial destacou que a infratora cometeu o crime após uma discussão com o companheiro dela. Antonio Chicre Neto informou que o desentendimento entre o casal ocorreu depois que Miriam foi a uma festa e chegou na residência onde morava na manhã de ontem.

"Quando Miriam chegou na casa o marido, visivelmente alterado, quebrou o aparelho de som dela e a expulsou do imóvel. Irritada com a atitude do companheiro, a infratora ateou fogo em colchões. As chamas se alastraram e atingiram todo o imóvel, com acabamento em alvenaria e madeira", explicou o titular da 31ª DIP.

Na ação criminosa, Miriam ordenou que os dois filhos dela, um menino de 10 anos e uma menina de 8 anos, fossem para a casa de uma vizinha, antes de cometer o delito. Entretanto, o garoto retornou à casa da família e presenciou a prática criminosa. Foi ele quem avisou os outros moradores, que ainda estavam dormindo, sobre o sinistro. No lugar moravam, ainda, outras três famílias do companheiro da infratora. O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) foi acionado ao local e conseguiu controlar o incêndio.

No prédio da unidade policial, Miriam foi autuada em flagrante por incêndio, crime previsto no artigo 250 do Código Penal Brasileiro (CPB). Ao término dos procedimentos cabíveis realizados na delegacia, a mulher foi conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), em Manaus, onde irá ficar à disposição da Justiça. Os dois filhos da infratora estão sob custódia do Conselho Tutelar de Iranduba e serão entregues à avó materna deles.





Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.