4 de abril de 2017

Jovem deixa 14 livros criptografados em seu quarto e desaparece

No final do mês de março de 2017, o estudante de psicologia Bruno Borges, que mora na capital acriana de Rio Branco, foi dado como desaparecido. No último dia 27/03, após um almoço com a família, o jovem de 24 anos sumiu de casa e deixou de atender o celular. Mas o mistério aumentou ainda mais quando seus pais abriram a porta do quarto de Bruno, que ele vinha mantendo trancada há cerca de um mês.

Por todas as paredes, o chão e o teto, encontravam-se escritos criptografados, traçados com impressionante precisão; símbolos que remetiam às mais diversas teorias, filosofias e a alquimia. No centro do quarto, uma estátua do filósofo e teólogo italiano Giordano Bruno, queimado pela Inquisição por suas ideias consideradas hereges – réplica daquela que existe no Campo de Fiori, em Roma. Um quadro retratando Bruno e um alienígena. E catorze livros, escritos à mão, também criptografados, numerados com grandes algarismos romanos em vermelho e dispostos simetricamente pelo quarto. Não havia móveis, exceto as bancadas em que se encontravam os livros. Esses detalhes sobre o desaparecimento foram revelados por um vídeo divulgado nas redes sociais sem o consentimento da família, que logo viralizou. 

viralizou.

Alguns dos livros deixados por Bruno; ao fundo, as paredes escritas - Rede Amazônica Acre/Reprodução
Bruno Borges - Facebook/Reprodução

Segundo a mãe de Bruno, a psicóloga Denise Borges, informou ao portal G1, o jovem – leitor voraz e que há algum tempo havia se aprofundado na obra de Giordano – dizia desde 2013 estar trabalhando em um projeto secreto, no qual estariam incluídos esses livros (que ele afirmava que viriam a trazer benefícios à humanidade), e que precisaria de financiamento. Denise disse que se propôs a conceder ao filho a verba necessária, mas que precisaria saber do que se tratava; ele, então, se recusou. Acabou conseguindo R$ 20 mil com um primo – acredita-se que cerca de R$ 7 mil tenham sido gastos na confecção da estátua.

A estátua do filósofo italiano Giordano Bruno encontrada no centro do quarto cercada de símbolos - Terror Tube/Reprodução

Na internet, o mistério começou a ser dissecado por várioscuriosos, que conseguiram identificar alguns dos símbolos presentes nas paredes, como o Cubo de Metatron, símbolo do ramo ocultista da geometria sagrada, que reflete a harmonia da criação. Há também símbolos pertentes ao reiki – prática que acredita na existência de uma energia vital universal que pode ser manipulada a partir da impostação das mãos. As técnicas de decodificação usadas por Bruno, porém, permanecem sem identificação.

Cubo de Metatron - Wikipedia/Reprodução

Seus pais e alguns amigos acreditam, apesar da preocupação com seu bem estar, que seu desaparecimento e a maneira como ele resolveu revelar seu projeto fariam parte das teorias metafísicas que vinha desenvolvendo. Mas há também quem diga que tudo se trata de um elaborado golpe de marketing de Bruno para chamar a atenção sobre seus livros para conseguir publicá-los. Seu pai, inclusive, veio em sua defesa em vídeo recentemente postado no YouTube, prometendo conseguir traduzir as obras e garantir sua publicação. "O que ele fez é lindo. Emociona quem vê. (…) Agora, acredito em tudo o que ele fez", afirma Athos Borges no vídeo. Até que ele consiga – ou que Bruno retorne – permanece o mistério.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.