12 de abril de 2017

Com mais 600 km de fibras, Exército começa segunda fase do Amazônia Conectada

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/04/2017 ... Convergência Digital


O Exército começa até o fim deste abril a segunda etapa do projeto Amazônia Conectada, empreitada que tem como meta lançar quase 8 mil km de fibras ópticas para interligar 52 municípios da região com fibras ópticas implantadas no leito dos rios amazônicos. A expectativa é de que em 24/4 comecem a ser lançados cabos subfluviais entre Manaus e Coari, em fase que também pretende ligar a capital do Amazonas à Novo Airão. 
São, assim, mais 600 km de cabos de fibras ópticas a serem implantados em duas infovias distintas, já entregues pelo fornecedor, a filial norueguesa da francesa Nexans. Cerca de 450 km na rota que segue pelo Alto Solimões e tem o objetivo final de alcançar a cidade de Tabatinga, na fronteira com a Colômbia, conectando 20 municípios ao longo do caminho. 
Essa etapa específica vai cobrir a brecha deixada pelo uso inicialmente previsto das fibras do gasoduto Urucu-Coari-Manaus, que apesar de cedidas à Telebras jamais foram ‘iluminadas’. E vai se conectar ao trecho de 220 km já concluído na primeira etapa, entre Coari e Tefé. 
Também já foram entregues ao projeto as fibras para outro trecho, entre Manaus e Novo Airão, este no que o Exército chama de infovia do Alto Rio Negro, que tem como meta alcançar São Gabriel da Cachoeira. A ideia já seria alcançar o município de Barcelos, coisa de 450 km mais acima do rio, mas até aqui o Exército estima contar com metade dos R$ 70 milhões que previa investir em 2017. 
Assim, a chegada até Barcelos vai depender do que for possível obter de recursos ainda este ano. Por enquanto, segundo explica o coordenador do Amazônia Conectada, major Luciano Sales, “estamos trabalhando com a meta de R$ 30 a R$ 40 milhões para viabilizar o quarto estágio, Tefé/Fonte Boa - Novo Airão/Barcelos - Manaus/Itacoatiara.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.