Header Ads

BRASIL, VERGONHA PLANETÁRIA



O governo de Michel Temer foi destaque nos principais veículos de comunicação internacionais após a divulgação da lista com 108 nomes que serão investigados no âmbito da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal pelo ministro Edson Fachin; todos os jornais lembraram que a lista traz nove ministros de Temer, além dos presidentes das duas casas Legislativas e outras dezenas de políticos; segundo o Clarín, da Argentina, o governo brasileiro "viu a aparente calma dos últimos dias interrompida"; nos Estados Unidos, o The Washinton Post lembra que a lista atinge um terço da equipe de Temer e seus principais aliados, enquanto o The New York Times publica que novas acusações de corrupção fazem balançar o governo brasileiro; houve ainda repercussão na mídia do Canadá e da França, entre outros países

12 de Abril de 2017 às 16:22

247 – O Brasil virou vergonha planetária. A lista do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, divulgada nesta terça-feira 11, ganhou destaque nos principais veículos de comunicação do mundo.

A maioria dos jornais, como o Clarín, da Argentina, destacou que havia nove ministros do governo Michel Temer na relação de 108 nomes que serão investigados, e ainda outros fortes aliados do peemedebista. "O governo do presidente Michel Temer viu a aparente calma dos últimos dias interrompida", inicia o texto do veículo argentino.


Nos Estados Unidos, o The Washinton Post publicou uma reportagem da Associated Press que lembra que a lista atinge quase um terço da equipe de Temer, além de seus principais aliados, enquanto o The New York Times publicou que a "abrangente decisão" da corte suprema atingindo "políticos do alto-escalão" fazem "balançar o governo brasileiro". As emissoras de televisão ABC e CNN também deram a notícia.

O jornal francês Le Parisien disse que um novo marco no escândalo de corrupção da Petrobras foi alcançado com a luz verde do STF para abrir investigações com foco em ministros do "governo conservador de Michel Temer". O texto destaca que o nome do próprio presidente é mencionado. Para o Libération, a decisão do STF de investigar políticos teve efeito de uma bomba.


O site da revista Der Spiegel, a principal na Alemanha, divulgou uma longa reportagem em que afirma que "a lista de Fachin estremece governo Temer". A também alemã Deutsche Welle dedicou outro amplo espaço ao caso, lembrando que os "senadores Aécio Neves e Romero Jucá acumulam o maior número de pedidos de investigação".

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.