17 de fevereiro de 2017

ACUSADO DE MATAR PAI E FILHA EM COARI É PRESO

O CRIMINOSO HAVIA SAÍDO RECENTEMENTE DA PRISÃO E É SUSPEITO DE MATAR O TIO.


Coari – João Oliveira dos Santos, o Joãozinho, 26 anos, foi preso, no início da tarde desta sexta-feira (17), como um dos suspeitos do latrocínio de Francisco Ferreira Barros e da filha dele, Glaucia Rayssa Antony Barros, na tarde de quinta-feira (16), no município de Coari (a 366 quilômetros de Manaus). Em ação das polícias Civil e Militar, o homem foi identificado por meio de imagens das câmeras de segurança de um posto de combustível, localizado há cerca de 200 metros do local do crime.
De acordo com informações da polícia, João saiu recentemente da Unidade Prisional de Coari, onde estava preso desde julho de 2015 por suspeita de ter assassinado o próprio tio. Nas imagens, segundo a polícia, ele está na companhia de outro suspeito, que ainda não foi identificado.

Francisco Ferreira e Glaucia Rayssa foram mortos durante um assalto
Foto: Reprodução
Na manhã desta sexta-feira (17), uma equipe de policiais civis de Coari, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS)  e policiais militares lotados no 5° BPM efetuaram diligências e conseguiram prender o suspeito no início da tarde.
Entenda o caso
O dentista Francisco Ferreira Barros, 72, e a filha dele, Glaucia Rayssa Antony Barros, 25, foram assassinados, no início da tarde desta quinta-feira , no município de Coari. De acordo com o coordenador do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Mariolino Brito, a polícia investiga o crime como latrocínio (roubo seguido de morte), mas não descarta a suspeita do crime ter sido uma execução. Os criminosos fugiram do local levando dois celulares.
Segundo informações do Comando de Polícia do Interior (CPI), dois suspeitos chegaram à casa do dentista, na Rua 2 de Agosto, e renderam a nora dele, de 26 anos, junto com o neto, uma criança de seis anos, que foram colocados dentro de um quarto e deixados trancados, após terem o celular roubado.
Em seguida, renderam o dentista e a filha, Glaucia, em outro quarto. De acordo com informações da nora, repassadas pela Polícia Civil, Francisco chegou a reagir a abordagem e se negou a entregar o celular exigido pelo criminoso. O suspeito efetuou quatro disparos, sendo que três atingiram o tórax do dentista e um a cabeça da filha. Os dois morreram no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.