MAIS UMA MORTE EM COARI, ATÉ QUANDO VAMOS CONVIVER COM TANTA VIOLÊNCIA?



Existem algumas coisas com as quais nós nos acostumamos  e existem outras coisas com as quais não nos acostumamos: a violência que tira a vida de um ser humano é uma coisa com que não podemos nos acostumar.

O guarda municipal Adriano Moriz, foi assassinado na noite deste sábado (7), na Estrada Coari-Mamiá,  quando ia em sua moto,  para a sua residência.  Um desconhecido se aproximou de Adriano alvejando-o com um disparo de arma de fogo.  Adriano foi enterrado na tarde deste domingo.  A polícia civil investiga o caso.

Tantas mortes resultantes da violência têm acontecido em Coari, e somente estes primeiros dias de janeiro pelo menos 2 duas mortes ocorreram novamente...  Chamando a atenção de todos para o fato que os homicídios por arma de fogo e por arma branca continuam acontecendo. 

É lamentável para uma cidade pacata de menos de 100 mil habitantes,  que não fica em área de fronteira,  não tem garimpo ou qualquer outro tipo de movimentação de grandes centros urbanos e que,  no entanto,  tem se tornado uma cidade violenta,  onde comumente o sangue das vítimas da violência escorrem pelas ruas. 

Até quando teremos que conviver com isto? Até quando teremos de ficar reféns do medo? A violência que tira a vida de um ser humano,  assusta e deixa a sociedade refém do medo, principalmente quando tantos homicídios se sucedem em um ciclo sem interrupção.  Coari precisa de segurança pública,  de prevenção ao uso de armas de fogo e de combate à criminalidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ANTES DE ROUBAR COMÉRCIO FORAM PRESOS EM COARI

ELE APONTAVA ARMA NA CABEÇA DE CRIANÇAS PARA CONSEGUIR O QUE QUERIA NOS ASSALTOS QUE FAZIA

DE COARI, EM MANAUS ELE MATOU OS PATRÕES À MACHADADAS