DOIS HOMENS SÃO MORTOS PELA POLÍCIA NA ZONA RURAL DE COARI

Segundo a polícia os homens eram colombianos e são suspeitos de armazenar drogas.



Com informações do Portal Acrítica.

Suspeita da polícia é de que os homens estavam fazendo a guarda dos entorpecentes apreendidos na ocorrência que culminou no desaparecimento de delegado. 


Troca de tiros ocorreu durante as buscas pelo delegado Thyago Garcez (Foto: Divulgação)
Kelly MeloManaus (AM)

Dois colombianos foram mortos durante um confronto com policiais militares e civis no município de Coari, neste domingo. A suspeita é de que esses homens sejam os mesmo que estavam fazendo a guarda da droga apreendida na noite de segunda-feira (5), quando o delegado da Polícia Civil Thyago Garcez desapareceu após uma troca de tiros.

De acordo com a polícia, o grupo formado por homens do Comando de Operações Especiais (Coe), Departamento de Repressão ao Crimo Organizado (DRCO) e Grupo Fera estava nas proximidades da comunidades Laranjeiras realizando as buscas pelo delegado quando se depararam com os suspeitos.

LEIA MAIS: Esposa de delegado desaparecido em Coari não sabe o que dizer ao filho

Houve confronto entre eles e os colombianos foram atingidos e morreram no local. Com eles, foram apreendidos um fuzil AK 47 e uma pistola 9mm.

Os colombianos foram levados para a sede de Coari, mas ainda não foram identificados.

..................................................

Com informações do G1 Amazonas:
Colombianos são localizados em Coari durante operação das Policias Civil e Militar

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas  (SSP-AM) informa que os colombianos envolvidos na ocorrência em Coari, que deixou o delegado Thiago Garcez desaparecido, foram encontrados na área rural de Coari, na manhã deste domingo (11), por policiais das unidades especializadas da Policia Civil e Policia Militar.

Há quatro dias em operações na mata, os policiais da Companhia de Operações Especiais  (COE) e CIPCaes, Fera, DRCO e Denarc tiveram o primeiro contato visual com os colombianos neste domingo.

Os policiais se identificaram e pediram para eles se renderem. Os colombianos, que estavam armados com um fuzil 762 e uma pistola, iniciaram um confronto e foram atingidos. Nenhum policial ficou ferido e os colombianos morreram no local.

Para chegar ao esconderijo, os policiais percorreram uma hora de lancha por um lago e depois andaram duas horas na mata.
A operação de buscas ao delegado  e investigação do fato envolve cerca de 70 policiais militares e civis, com as unidades especializadas da Policia Militar e Polícia Civil, dentre elas: COE, CIPCAES, Fera, DRCO, Denarc, com apoio da SSP-AM e DPTC e Corpo de Bombeiros . As buscas vão continuar.

Comentários