18 de novembro de 2016

SPORTES - Fábio Trindade volta dos EUA de ‘alma’ lavada, com medalha de ouro e contrato assinado, após dias amargos em solo americano

Dando a volta por cima. É assim que o lutador Fábio Trindade prefere definir a sua atual fase, após retornar de uma temporada de quase três meses consecutivos nos Estados Unidos. Há dois dias em Manaus, ele chegou na terrinha baré com bastante saudade da família, mas também com boas notícias. O casca grossa faturou ouro e bronze, sem e com kimono respectivamente, pelo SJJIF World de Jiu-Jítsu, tornando-se bicampeão do evento e, de quebra, conquistou contrato importante para a carreira.

 

Com apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Fábio participou e venceu o SJJIF após encarar na final Lance Glyn, da Califórnia, e marcar 9x0 sob o adversário. Antes, para chegar a decisão, ele ainda enfrentou Marco Cruzate, do Peru, que acabou ficando na terceira colocação.

 

"Essa não foi a primeira vez que participei do SJJIF. Ano passado também lutei e fiquei com dois ouro na com e sem kimono. Porém a competição desta temporada teve um gostinho especial, pois passei por um momento muito angustiante nos Estados Unidos e estava entrando em depressão e pensei até em desistir da carreira. Logo, o evento significa para mim um retorno", comentou.

 

Os dias tristes de Fábio em solo americano foi devido ao fato de ele ter levado uma multa da Comissão Atlética de MMA do Texas. Isso porque, a entidade considerou que em sua luta pelo Fury FC, em junho deste ano, o atleta pisou de propósito na cabeça de seu adversário, o americano Charles Onteveros.

 

"Eu nunca tive a intenção de pisar na cabeça dele, isso nem aconteceu na verdade. Foi um leve esbarrão e pedi desculpas logo em seguida. Não o machuquei. Porém, a Comissão não entendeu assim, me multaram em mais de dez mil reais e ameaçaram de eu não poder mais lutar nos Estados Unidos. Porém, depois de um tempo, consegui negociar a dívida e começar a pagar em 2017 e tive permissão para continuar a carreira lá. E o primeiro desafio depois desse furacão todo foi o SJJIF", contou ele. 

 

Volta por cima

Como depois da tempestade vem o sol, Fábio não somente conquistou o segundo título consecutivo num dos principais eventos de luta dos EUA, como também chamou atenção da marca Stars, uma empresa de roupas esportivas e kimonos, que fechou um contrato para patrocinar o lutador e também para ele ser o garoto propaganda da empresa. Dos tatames para as 'poses', num piscar de olhos.

 

"Depois dos meus trinta anos eu vou ter que aprender a fotografar e ainda sair bonito na foto", brinca Fábio, ao continuar. "Mas eu não poderia estar mais feliz, acho que nunca estive tão empolgado com a minha carreira, pois esse contrato é uma porta que se escancara e através da marca ainda fui convidado para morar nos Estados Unidos ano que vem, com todo o suporte da Stars. É maravilhoso", disse.

 

E com a 'porta escancarada' para a sorte, Fábio já começa a receber convites para participar de eventos de MMA em L.A. Porém, enquanto o ano não vira, ele se concentra agora na ação social que realiza todos os anos através do Instituto Diego Trindade, nome em homenagem ao irmão de Fábio, que faleceu 2011, vítima de um assalto.

 

"O Instituto é o meu xodó e todo ano a gente se prepara para confraternizar com as crianças que fazem parte dele. É um projeto que representa o meu irmão e que merece toda a atenção e carinho da minha família. A gente recebe o bem e o retribuiu espalhando alegria numa data tão significativa que é o mês natalino. O meu presente, por exemplo, eu já ganhei antecipado este ano", destacou.

 

FOTOS: ANTONIO LIMA/SEJEL e  NATHALIA SILVEIRA/SEJEL

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.