25 de outubro de 2016

Câmara Municipal de Coari abre oficialmente CPI contra o prefeito Raimundo Magalhães

A comissão processante será presidida pelo vereador Iranilson Medeiros, terá como relator o vereador Mario Jorge e como membro o vereador Roberio Queiróz. 

No primeiro plano vereador Iranilson Medeiros e ao fundo as pessoas que acompanharam a sessão da Câmara Municipal de Coari que autorizou a CPI. 

Com a galeria cheia de expectadores que acompanharam a sessão ordinária desta terça-feira (25),  que também foi transmitida pela rádio alcançando os que acompanham os trabalhos dos vereadores tanto na zona urbana quanto na zona rural, a Câmara Municipal de Coari aprovou a Comissão Processante que pode cassar o mandato do prefeito de Coari Raimundo Magalhães.

Como o vereador Keyton Pinheiro, relator da Comissão de Constituição e Justiça faltou a sessão,  o presidente da Câmara Municipal de Coari vereador Iliseu Monteiro nomeou o vereador Iranilson Medeiros para relatar provisoriamente a comissão. Com a medida, a reunião foi interrompida por 15 minutos para que o relatório da comissão fosse analisada pelo vereador substituto.

Ao retornar do intervalo solicitado,  o relator substituto apresentou o parecer da Comissão de Constituição e Justiça sobre a abertura do pedido de cassação do mandato de Magalhães e Clemente (prefeito e vice respectivamente). O parecer foi favorável ao início da abertura dos inícios da comissão processante.

A comissão processante foi aberta oficialmente  sendo designados como presidente o vereador Iranilson Medeiros, como relator o vereador Mario Jorge e como membro o vereador Roberio Queiróz. "É necessário garantir o pagamento dos funcionários que estão atrasados e os serviços básicos para população que segundo as denúncias estão abandonados" - afirmou o vereador Iranilson Medeiros.  O presidente da Câmara Municipal de Coari vereador Iliseu Monteiro também comentou a decisão: "A Câmara Municipal está presente neste momento para garantir o direito dos funcionários que estão prejudicados e também para garantir a transição de governo como resultado da democracia".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.