SENADORA SAI EM DEFESA DO MARIDO PRESO

Brasília - A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) lamentou, em nota, a prisão preventiva do marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo. Gleisi criticou supostos excessos da Polícia Federal (PF) em relação a Bernardo, questionando também a necessidade do mandado de busca e apreensão feito no apartamento funcional do Senado, em Brasília, onde estava com os filhos.

A parlamentar acusou a PF de utilizar a operação para desviar a atenção da opinião pública para "garantir" o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Gleisi saiu em defesa do marido e disse que ele foi injustiçado. "Hoje foi um dia muito triste na minha vida como mulher, como política e, sobretudo, como mãe. Conheço o pai dos meus filhos. Sei das suas qualidades e do que não faria, por isso sei da injustiça que sofreu", afirmou. A senadora negou que Bernardo tenha recebido propina, e disse que o patrimônio da família foi comprado com os salários do casal.

EXAME.com: Gleisi diz que prisão de Bernardo foi injusta. http://google.com/newsstand/s/CBIw96i42SU

Comentários