Mais um homicídio, que ocorreu na noite de ontem (28), por volta das 20:00h, chama a atenção para os índices resultantes da violência em Coari, números que continuam acima da média para uma cidade com a população como a nossa. A pergunta que não quer calar é: o que está acontecendo?

É preciso pensar o que está por trás de uma prática que só acontece em casos extremos de violência, onde a vida do ser humana é tirada por meio de uma arma,  como foi o caso que aconteceu com Jomilhys Lima Marinho, de 26 anos, que foi assassinado com um tiro de arma de fogo na cabeça, na noite de ontem. Retrato fiel da desvalorização da vida humana e do nível da violência que ameaça a todos.

De acordo com a afirmação do delegado do Município Dr. Mauro Duarte Araújo, a vítima respondia a dois processos criminais na Comarca de Coari, sendo um por roubo e outro por tráfico de drogas, Mesmo assim, a morte dele só serve para reafirmar o fato que homicídios só aumentam em uma cidade que era para ser no mínimo pacata e também nada justifica que a justiça seja feita com as próprias mãos, atraindo mais violência por causa da vingança. 

A polícia acredita que o crime esteja ligado ao tráfico de drogas no município. Naturalmente esta afirmação aponta para o indício do problema. É possível através desta afirmação dizer que é bem possível chamar a atenção das autoridades competentes para discutirem a solução para este problema. É grave a situação em Coari, e daqui um dia inocentes podem entrar nesta linha de fogo e pagar o preço pela omissão em torno do assunto. Providências devem ser tomadas com urgência pois não dá mais para aceitar tanta violência em Coari.