EM COARI, CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA INFLUENZA TEM 'DIA D' NESTE SÁBADO

A abertura da campanha aconteceu às 8 horas, na Unidade Básica de Saúde, Chico Enfermeiro, no Bairro Chagas Aguiar. Em seguida a Equipe da Secretaria Municipal de Saúde Juntamente com a Primeira Dama do Município, Sr. Eliete Magalhães, visitaram todos os postos de vacinação, para acompanhar os trabalhos realizados pelos profissionais de saúde.

No município, a meta é vacinar 17 mil pessoas pertencentes aos grupos de risco até o dia 30 de maio, e neste sábado (30), as Unidades Básicas de Saúde (UBS) juntamente com diversos pontos estratégicos espalhados pela cidade estarão funcionando até às 17h.
O secretário municipal de Saúde, Jani Kenta Iwata, informou que agendamento da vacinação do grupo prioritário impossibilitado de locomoção já está disponível e pode ser realizado pelos agentes comunitários de saúde.
"A vacinação dos acamados acontecerá no período de 02 a 30 de maio logo após agendamento nas (UBS), para os moradores das comunidades rurais, foi montado um cronograma de viagens para que seja atendido o máximo de pessoas dentro do público alvo prioritário que residem nas localidades distantes da sede do município; assim, vamos garantir uma melhor cobertura vacinal da população, reduzindo os riscos de uma epidemia da doença", afirmou o secretário.
Além de pessoas com 60 anos ou mais de idade, serão vacinados os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (como diabéticos, cardiopatas e doenças renais), adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.
A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, e é um problema de saúde pública no Brasil. Pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral.

Comentários