Secretaria de Meio Ambiente de Coari fecha acordo de pesca no Rio Copeá.

Com a assessoria de comunicação.
A Secretaria Municipal de Meio e Sustentabilidade (Semmas), firmou mais um acordo de pesca na Zona Rural de Coari. Desta vez, às comunidades do Rio Copeá receberam entre os dias 10 à 12 de Março,  a visita de negociação do órgão Municipal.
As reuniões contaram com a presença do engenheiro de pesca da Secretaria de Estado do  Meio Ambiente (Sema), Flavio Oliveira, da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), a bióloga Munique Brasil, da presidente da Colônia dos Pescadores, Raimunda Célia e da Fundação Nacional Indígena (Funai), João Melo e Arménio da associação Apitipade.
As comunidades Fortaleza, São João da Vila Nova, Campina, Canaa e São Carlos confirmaram o acordo de pesca. Já às Comunidades Vila Fernandes, São João de Boa da Fé, São João da Liberdade, Mangueirão e Poção, estão em processo de discussão, contagem de estoque e regularização das associações, para que possam fechar os acordos.
O secretário Municipal do Meio Ambiente, Alvimar Monteiro, agradeceu o apoio dos parceiros e funcionários da Semmas Coari. "Eles estão dando o seu melhor nas nossas atividades e consequentemente os objetivos estão sendo alcançados com apoio total do Governo Municipal", afirmou.
Ele enfatizou ainda que toda ajuda na preservação e conservação da biodiversidade, melhora a qualidade de vida dos comunitários e contribui para a construção economicamente sustentável, socialmente e viável em um meio ambiente equilibrado.
SOBRE O ACORDO DE PESCA
O Acordo de Pesca, consiste em normas criadas pelas comunidades, colônias ou sindicatos reconhecidos por órgãos de fiscalização. Os pescadores, que irão usufruir dos recursos pesqueiros, definem as normas que vão fazer parte do acordo, regulando a pesca segundo os interesses do grupo e com a conservação dos estoques pesqueiros.

Comentários