Header Ads

Violência: Uma semana que fez Coari pensar

Jornal da capital amazonense repercutindo a violência em Coari. 

A última semana, o município de Coari foi impactado pela violência. O crime mostrou sua face mais negra,  quando na última quinta-feira em uma tentativa de homicídio (provavelmente por prestação de contas envolvendo vingança e tráfico) a um homem chamado Gerlan,  que em novembro de 2015 já havia sido alvo de uma outra tentativa de homicídio, crianças foram atingidas por tiros no Centro da cidade. Em uma decisão polêmica, o poder judiciário determinou a presença de viaturas para fazer escolta na casa de Gerlan, que está em prisão domiciliar de 120 dias. A decisão judicial revoltou a população e mexeu com a opinião pública,  pois aos cidadãos pareceu uma afronta uma viatura guarnecer a casa de um preso,  enquanto as demais pessoas da cidade ficavam desguarnecidas.

No mesmo dia,  mais uma jovem foi atingida por um tiro no pescoço,  quando um bandido armado entrou em sua casa e atirou na vítima. Um dos parentes da vítima, declarou em uma rede social: “Não tem como ficar omisso diante de tanta violência em Coari, quando eles estão se matando,  tudo bem,  mas quando passam a atingir pessoas de bem, não podemos ficar calados. Essa semana a esposa do meu cunhado foi atingida no pescoço por uma bala de um revólver calibre 38. Só Deus pra ter livrado a vida dela”.

Foto do empresário Júlio Miguel ainda em vida, postada pelos familiares.
No entanto, a violência ainda não havia cessado,  na sexta-feira à noite, por volta das 20h homens armados invadiram a casa do Empresário Júlio Miguel, de 79 anos,  e mataram com um tiro de uma arma calibre 12,  à queima roupa o idoso a quem queriam roubar. Na mesma noite, quatro surpresos foram presos e 01 foi reconhecido e flagranteado.

O crime gerou uma comoção geral na cidade e o assunto violência passou a ser debatido em todas as mídias sociais e em todas as casas da cidade.  Uns na tentativa de criar uma conexão com a política local, outros cobrando soluções urgentes e outros na tentativa de dar uma resposta rápida ao problema. O povo de Coari parou para pensar o problema violência,  que já está se tornando um mal recorrente no município,  potencializado pelo tráfico de drogas, impunidade e falta de medidas duras para coibir a criminalidade.

Na manhã do sábado (23), Raimundo Magalhães prefeito do município foi à uma rádio local para dar esclarecimentos sobre o assunto. Informou a população que a polícia havia dado uma resposta rápida prendendo os suspeitos e flagranteando o caso. Informou também que uma equipe da Polícia de Choque está em Coari há uma semana, e que outra equipe da polícia especializada em nacorticos está trabalhando e investigando casos de tráfico há quatro dias no município,  desde que houve a ocorrência envolvendo os tiros nas crianças.

Durante o programa de rádio,  o comandante gera da Polícia Militar no Amazonas Coronel Frota,  concedeu entrevista por telefone e afirmou que uma força tarefa estará sendo enviada para o município. 

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.