Ministros: votam tudo de uma vez

Pouco antes do início do julgamento da ação que questiona o rito de impeachment, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) conversaram na sala de lanche e concordaram em não “fatiar” os votos entre os vários tópicos abordados na ADPF.


O método de julgamento fatiado foi adotado, por exemplo, por Joaquim Barbosa no mensalão.

Desta vez, os magistrados concordaram que isso alongaria demais a sessão — apesar de ser consenso entre eles que o debate não se encerrará nesta quarta-feira.

Assim, cada um votará de uma vez só sobre todos os aspectos questionados na ação.