É claro que é preciso investigar quem tem de ser investigado. Ignorar, no entanto, o timing da operação é fazer papel de bobo