25 de novembro de 2015

PREFEITURA DE COARI VAI RECADASTRAR FUNCIONÁRIOS


A medida visa levantar informações reais sobre a situação do quadro de funcionários e sanear folha de pagamento.


Através do decreto municipal nº 463 do dia 12 de novembro, o prefeito de Raimundo Magalhães deu início ao processo que vai permitir o recadastramento dos servidores da Prefeitura de Coari. Utilizando equipamentos e programas modernos, o recadastramento será feito através do sistema de biometria, identificação através de foto e atualização da base cadastral, após a publicação do decreto o cadastro dos funcionários públicos municipais passa a ser obrigatório. O trabalho será realizado pela Secretaria de Administração, que tem como secretário municipal Leon Luiz Leite, através de uma comissão especial criada para este objetivo.


A comissão de recadastramento será formada por 05 (cinco) membros escolhidos pelo secretário de administração, sendo obrigatório que 01 (um) pertença ao quadro da controladoria geral para auxiliar coordenação e acompanhamento do recadastramento.  “É um trabalho sério, de grande responsabilidade, uma vez que precisamos conhecer a real situação dos funcionários municipais. Somente através de um apurado trabalho de recadastramento é que teremos o levantamento da informação sobre a vida funcional e se realmente o servidor está trabalhando ou não, e com isso poderemos resolver muitos problemas que passam diretamente por esta questão, inclusive problemas diretamente ligados à folha de pagamento.” – informou o secretário de administração.

Serão cadastrados todos os titulares de cargo efetivo da Prefeitura Municipal de Coari, inclusive os servidores efetivos à disposição de órgãos e entidades públicas e/ou federais ou estaduais e até mesmo aqueles servidores que estejam de licença ou afastados. Não será permitido o recadastramento por procuração. No momento do recadastramento o servidor da prefeitura de Coari deve apresentar documento de identificação válido com foto, o CPF, comprovante de residência, PASEP, PIS ou NIT, título de eleitor, certidão de casamento e certidão de nascimento ou documento equivalente dos dependentes.

O recadastramento deve durar do dia 30 de novembro até o dia 18 de dezembro de 2015 e segundo informações do secretário de administração, a primeira secretaria a ser recadastrada será a de educação. “É importante que o servidor fique atento, uma vez o funcionário público municipal que não se recadastrar será excluído provisoriamente da folha de pagamento” – informou o secretário Leon Luiz.

3 comentários:

  1. o que mais impressiona, é a preocupação com os servidores efetivos, é lógico deve haver, mas na grande maioria dos casos eles estão desempenhando suas funções normalmente, ao contrário dos contratados, e dos fantasmas, que sempre rondam os mais diversos setores, em Coari o grande vilão é o servidor efetivo, que dentre todas as classes é o que tem menor salário e menos privilégios, se você quer ganhar um bom salário aqui, não faça concurso, nunca ouvi falar que em Coari algum servidor de carreira do município ocupasse cargo no 1º escalão do governo... e como sempre os efetivos que pagam a conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade, concordo plenamente com vc.

      Excluir
  2. Muito bom a iniciativa do prefeito!

    ResponderExcluir

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.