Header Ads

Comissão da Reforma Política do Senado aprova cota mínima para eleição de mulheres nos próximos três pleitos



A Comissão da Reforma Política do Senado aprovou nesta quarta-feira (08) proposta que estabelece percentual mínimo de cadeiras para cada gênero na Câmara dos Deputados, Assembleias Legislativas, Câmara Legislativa do Distrito Federal e Câmaras de Vereadores. A proposta possibilita a eleição de mais mulheres, que atualmente representam 51% do eleitorado brasileiro.

A senadora Sandra Braga (PMDB/AM), que é titular na comissão, considera a aprovação da proposta um avanço para garantir mais espaço para as mulheres na política. Hoje, no que se refere à participação de mulheres no legislativo, o Brasil ocupa o 158º lugar no mundo e 19% entre os 20 países da América Latina.

"Esta proposta que aprovamos foi acordada com as deputadas federais e é a mesma que a bancada feminina defendeu na Câmara. Também leva em consideração a posição do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. Ele nos disse que, do ponto de vista constitucional, é possível instituir cota de gênero para ocupação de cadeiras no Legislativo desde que por um período determinado", explicou Sandra Braga.

Após a aprovação, a proposta segue para deliberação do Plenário do Senado. Na reunião desta quarta-feira a Comissão Temporária de Reforma Política do Senado também aprovou a redução do tempo de campanha na televisão de 45 para 30 dias. Também foi aprovada proposta que proíbe a contratação de cabos eleitorais e o uso de carros de som.


Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.