20 de junho de 2015

O IMPACTO DA ENCHENTE



Quando olhamos a imagem do ribeirinho amazonense, sentando em uma canoa, navegando tranquilamente, canoa movida por remadas leves, remadas que seguras impulsionam sua pequena embarcação sobre o mundo de águas típica da região amazônica... Poderíamos imaginar que a subida da água, comum das enchentes anuais, não poderia representar problemas maiores. Mas a realidade é bem diferente. Os impactos das enchentes são grandes e a cada ano tornam-se mais graves. Em 2015, em todo o estado, cerca de 460 mil pessoas sofrem as consequências da cheia dos rios, estes impactos mais do que lamentados, devem ser devidamente analisados, estudados para que nas futuras enchentes os impactos possam ser minimizados.

Se não é possível tirar o ribeirinho de seu habitat, assim como se não é possível impedir a subida dos níveis de água nas enchentes dos rios e lagos que cercam as cidades e comunidades amazônicas, se faz necessário, portanto buscar alternativas para que os impactos sejam os menores possíveis. A ciência comum, cognitiva dos caboclos, diz que a tendência é que as cheias sejam cada vez maiores, a cada ano os níveis dos rios tendem a subir cada vez mais, então as grandes cheias não serão mais surpresa para os governantes.

Sem um planejamento, sem uma estratégia de prevenção dos impactos da cheia, os prejuízos na agricultura familiar principalmente nas áreas de várzea serão cada vez maiores, chegando ao ponto de zerar a produção agrícola. Igualmente a qualidade de vida das famílias que moram nas áreas alagadiças das periferias das cidades será comprometida, então as autoridades precisam planejar uma mudança na política habitacional para atender essas famílias e mudar essa realidade. Não é preciso muito para começar a pensar a diminuição no impacto da enchente, basta que as autoridades e instituições envolvidas no processo planejem e executem em uma velocidade maior que a subida das águas, uma vez que as águas sobem lentamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.