Header Ads

UMA NOITE DECISIVA PARA O MUNICÍPIO DE COARI

Nunca na história do município de Coari, a prefeitura teve tanta importancia como nesta quarta-feira dia 18 de março. A disputa pela prefeitura não teve muito a ver com os votos dos eleitores, e sim mais a ver com os embates jurídicos que culminaram em dois momentos importantes nesta noite: Uma eleição exteporânea para escolher novamente a mesa diretora da Câmara Municipal de Coari e a publicação do acórdão do TSE que cassou o registro de candidatura do ex-prefeito Adail Pinheiro (PRP).

Se na eleição da Câmara, o novo presidente assume diretamente o exercício da prefeitura, na puplicação do arcórdão o segundo colocado nas eleições de 2012, Raimundo Magalhães pode pleteiar o direito de assumir a prefeitura também.

A eleição da Câmara

Após a decisão da desembargadora Encarnação Salgado, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), que anulou a eleição da presidência da Câmara Municipal de Coari, eleição esta que havia sido realizada no dia 19 de novembro de 2014, e que elegeu Iliseu Monteiro (PMDB) como chefe do parlamento municipal, o desembargador Rafael Romano autorizou a eleição que foi realizada neste dia 18 de Março e que devido a intensa disputa jurídica teve apenas uma chapa inscrita, chapa esta que trazia o nome do vereador Iranilson Medeiros como Presidente da Câmara Municipal de Coari. Iran foi eleito presidente da Câmara por 8 vereadores que compareceram à sessão desta noite e automaticamente assume a Prefeitura de Coari, uma vez que o município encontra-se sem prefeito.

No entanto, na mesma noite em que  o novo presidente da Câmara Municipal é eleito, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) publicou o acórdão que cassou o registro de candidatura de Adail Pinheiro e de Igson Monteiro.

Assim o Jornal Diário do Amazonas, falou sobre o assunto: “Três meses depois de negar o registro de candidatura e cassar o prefeito e o vice-prefeito de Coari, Adail Pinheiro (PRP) e Igson Monteiro (PMDB), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou o acórdão com a decisão. O acórdão, disponível no Diário Eletrônico de Justiça (DeJ) desta quinta-feira (18), oficializa a cassação de Adail e Igson Monteiro. Cabe recurso da condenação. Adail Pinheiro teve 15,2 mil votos (43%) em 2012. Segundo a legislação, como Adail não teve mais de 50% dos votos válidos, com a cassação, o segundo colocado nas eleiçoes em 2012, Raimundo Magalhães (PRB), assumirá a Prefeitura de Coari”. Nesta quarta-feira (18), a advogada de Magalhães, Maria Benigno, informou ao Jornal Diário do Amazonas que ingressará com uma petição no TSE para que o tribunal notifique o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) para que a Justiça Eleitoral dê posse a Magalhães.

“O TRE-AM tem de comunicar o juízo de Coari da decisão (do TSE) para que ele (juiz de Coari) dê posse a Magalhães. Isso é coisa de praxe”, disse Benigno.


Pelo que tudo indica, a disputa jurídica em torno de quem deve ou vai assumir a Prefeitura de Coari continua, e o Blog Em Destaque continuará divulgando os fatos e acontecimentos relacionados a este assunto, para manter os nossos leitores bem informados.



Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.