25 de março de 2015

Governo do Estado realiza repasse de mais de meio milhão a Boca do Acre para apoio em ações de socorro às famílias afetadas pela cheia

O Governo do Amazonas, por meio da Defesa Civil do Estado, realizou na manhã desta terça-feira, 24 de março, na sede do órgão, localizado no bairro Cachoeirinha, a assinatura de um convênio no valor de R$ 550 mil com Boca do Acre para ações de socorro, logística e serviços emergenciais. O município está em estado de calamidade pública por conta da enchente no Purus.

"O Governo do Estado entende que, além da ajuda humanitária já enviada, os municípios necessitam de um apoio financeiro para estabilizar os prejuízos causados pela enchente", ressaltou o secretário da Defesa Civil do Amazonas, coronel Roberto Rocha.

A cidade é a única do Amazonas até o momento a decretar estado de calamidade pública por conta da enchente e segue em situação extrema. Para minimizar os impactos ocasionados pelo fenômeno, a Defesa Civil do Estado já enviou mais de 47 toneladas de ajuda humanitária a cidade, entre alimentos não perecíveis, kits medicamentos, kits dormitórios (redes, colchões, mosquiteiros), kits higiene pessoal, água potável, hipoclorito de sódio, filtros de água.

No suporte operacional, técnicos do órgão permanecem na cidade e atuam em conjunto com as equipes do  Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM),  na assistência diária às famílias. Outra frente de ação da Defesa Civil do Amazonas foi a instalação de barracas de emergência, que abrigam atualmente 71 famílias.

No total, mais de 20 mil pessoas já foram afetadas no município, o equivalente a pouco mais de 70% da população. Serviços essenciais como escolas, postos de saúde e central de abastecimento de água, permanecem paralisados.

De acordo com o representante de Boca do Acre, Aguimar Noronha, que assinou o convênio com o Governo, o recurso irá reforçar o aporte de socorro emergencial que o Estado e a Prefeitura já vem realizando. "Nos vamos priorizar a aquisição de medicamentos e água potável, uma vez que a estação de tratamento de água está totalmente comprometida. Também será um importante suporte na área de logística no município", enfatizou.

A calamidade em Boca do Acre foi reconhecida pelo Governo Federal no último dia 18. Agora além do benefício estadual, a cidade também deverá receber outros tipos de suporte. "Seguro Defeso, FGTS, financiamento de agricultura familiar, INSS, entre outros benefícios serão possíveis após esse reconhecimento", informou o secretário Roberto Rocha.

  
Balanço Geral da Enchente 2015

Estado de Calamidade Pública
1. Boca do Acre-Purus

Situação de Emergência
1 Itamarati-Juruá
2 Guajará-Juruá
3 Ipixuna-Juruá
4 Eirunepé
5 Envira
6 Canutama-Purus
7 Tapauá-Purus
8 Carauari-Purus
09 Pauiní-Purus
10 Lábrea-Purus

Situação de Alerta
1 Tabatinga- Alto Solimões
2 São Paulo de Olivença- Alto Solimões
3 Santo Antônio do Iça- Alto Solimões
4 Tonantins - Alto Solimões
5 Benjamin Constant Alto Solimões
6 Humaitá-Madeira

Pessoas Afetadas- 68.436
Famílias- 13.685

Total de Ajuda Humanitária do Governo aos municípios atingidos pela enchente - 321 toneladas de alimentos não perecíveis, além de kit´s dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) kit´s de higiene pessoas, medicamentos, filtros de água, hipoclorito de sódio.

Campanha Governo Solidário- 22 toneladas doadas.

Balanço da Enchente em Boca do Acre

Pessoas afetadas- 20.905
Famílias afetadas- 4.181
Ajuda Humanitária- 47.300 toneladas de alimentos não perecíveis, além de kit´s dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) kit´s de higiene pessoas, medicamentos, filtros de água, água potável, hipoclorito de sódio.
Abrigos Humanitários da Defesa Civil AM- 71 famílias alojadas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.