10 de março de 2015

Depois de panelaço, Dilma é vaiada e encurta visita a evento em SP

Diante da manifestação, presidente alterou seu trajeto durante agenda no Salão Internacional da Construção, na capital paulista


Por: Felipe Frazão

Dois dias depois do panelaço que marcou seu pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, a presidente Dilma Rousseff foi recebida nesta terça-feira com vaias em São Paulo. Ela visitou o Salão Internacional da Construção no Pavilhão do Anhembi e, antes mesmo da entrada da presidente, expositores da feira organizaram um coro de vaias à petista. Na sequência, entoaram gritos de "Fora PT". Ao falar no evento, porém, Dilma sequer fez menção ao ocorrido. E insistiu em um discurso baseado no seu pronunciamento de domingo.


O protesto teve início quando os expositores perceberam a movimentação de fotógrafos e cinegrafistas que se deslocavam para registrar a comitiva presidencial. Dilma entrou pelos fundos e, depois das vaias, alterou seu trajeto. O ministro da Comunicação Social, Thomas Traumann, chegou a se aproximar do local por onde Dilma deveria caminhar para medir a extensão da manifestação. E decidiu, então, mudar o roteiro para blindar a presidente do protesto. As vaias, contudo, acompanharam Dilma ao longo dos estandes. Por esse motivo, a presidente encurtou a visita à feira, e seguiu rapidamente para um espaço fechado no evento, onde discursará. Alguns expositores mais exaltados chegaram a se referir a Dilma como "ladra".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.