Header Ads

CO-PILOTO DERRUBOU AVIÃO

 Promotoria de Marselha afirmou que o co-piloto alemão do voo da Germanwings que caiu nos Alpes franceses se trancou na cabine e voluntariamente fez o avião perder altitude até bater em uma rocha e se chocar contra uma montanha.
Segundo o promotor Brice Robin, as gravações de uma das caixas-pretas do voo revelaram que em determinado momento do voo o piloto deixou o cockpit do avião para ir ao banheiro. Naquele momento, o co-piloto, de nacionalidade alemã, se trancou sozinho na cabine de comando.
Ele então alterou o sistema de orientação do avião para iniciar a descida. O piloto bateu na porta da cabine para voltar, mas o co-piloto permaneceu em silêncio.
"Eu penso que voluntariamente ele se recusou a abrir a porta e apertou o botão para o avião descer", disse Robin.
O promotor disse acreditar que o co-piloto, identificado como Andreas Lubitz, cometeu suicídio.
O Airbus 320, que fazia o voo entre Barcelona e Duesseldorf, atingiu uma montanha na terça-feira após cair por 8 minutos. Todos os 150 passageiros e tripulantes morreram.

Gravações

Segundo Robin, as gravações das comunicações dentro da cabine de comando registradas na caixa-preta mostram que o piloto e seu co-piloto conversaram de forma normal no início do voo.
Depois que o avião atingiu a altura e a velocidade estabelecidas para a rota, o piloto revisou em voz alta os procedimentos de aproximação e pouso em Duesseldorf.
As gravações indicam que o co-piloto respondeu aos questionamentos do comandante de forma "lacônica", segundo Robin.

destroços do avião (foto Getty)
Promotoria francesa diz que co-piloto pode ter cometido suicídio

Segundo ele, foi possível então ouvir o barulho da cadeira no momento em que o piloto se levantou para sair da cabine de comando e ir ao banheiro. O co-piloto não abriu a porta da cabine para que ele retornasse.
"Naquele momento, o co-piloto estava no controle do avião. Enquanto estava sozinho, ele apertou os botões do sistema de monitoramento de voo para iniciar a descida do avião. Essa atitude nos controles de altitude só pode ter sido deliberada".
"Ele apertou o botão por um motivo que ainda não sabemos, mas aparentemente o objetivo era destruir o avião", disse Robin.
Depois que a aeronave começou a descer em alta velocidade, as gravações registraram o barulho do piloto batendo na porta da cabine com mais força e pedindo que a porta fosse aberta por meio de um alto-falante.
Os registros indicam que aparentemente Lubitz não respondeu aos chamados, ficando em silêncio absoluto por cerca de oito minutos.
As gravações registraram em seguida membros do controle aéreo e pilotos de outros aviões fazendo contato pelo rádio – sem receber resposta.
O som registrado mostrou então que o piloto tentou arrombar a porta - sem sucesso, pois o cockpit tem mecanismos para evitar invasões.
Em seguida, foi possível ouvir gritos de passageiros e o barulho dos alarmes do avião indicando a aproximação do solo.
Os investigadores conseguiram ouvir a respiração do co-piloto até o momento do impacto – o que indica que ele estava vivo e consciente.

Motivações

Robin disse que ainda não se sabe o que motivou as atitudes do co-piloto. Até o momento ele era descrito como "normal".
Autoridades alemãs disseram que Lubitz não possuía histórico de ligações com extremistas.
A Promotoria francesa informou que até agora também não há indícios de que seu comportamento tivesse alguma motivação religiosa ou estivesse ligado a problemas mentais.
O co-piloto tinha pouca experiência - cerca de 630 horas de voo.
Questionado se acreditava que Lubitz cometeu suicídio, o promotor disse que não poderia classificar as atitudes do co-piloto como suicídio, pois ele tinha em suas mãos as vidas de 150 pessoas.
Enquanto isso, familiares e amigos das vítimas estão a caminho de visitar o local da queda.
A Lufthansa, dona da Germanwings, organizou dois voos para Marselha, de onde os parentes seguirão para o local da queda de ônibus.

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.