Defesa Civil do Amazonas alerta para cheia na região do Alto Solimões

No Amazonas, a Defesa Civil estadual emitiu alerta de cheia na região do Alto Solimões, que engloba os municípios de Tabatinga, São Paulo de Olivença, Tonantins, Benjamin Constant e Santo Antônio do Iça.

De acordo com o secretário adjunto do órgão, Hermógenes Rabelo, a previsão é que a cheia alcance a região em menos de um mês, atingindo 30 mil famílias.


“Os municípios de Tabatinga, Benjamim Constant, São Paulo de Olivença e Tonantins estão em atenção máxima. Provavelmente, nas próximas duas semanas, um mês, eles vão entrar em situação de emergência. Os municípios do Purus estão em atenção máxima, estamos acompanhando a situação, com equipes da defesa civil fazendo avaliação da situação", disse Hermógenes Rabelo, acrescentando que " vamos mobilizar toda a estrutura do governo do Estado para atender a população afetada". 

Conforme monitoramento do Sistema de Proteção da Amazônia, as chuvas em países vizinhos estão influenciado na subida do nível dos rios nas calhas do Solimões e Amazonas. O cenário deve persistir nas próximas semanas.

Segundo dados da Defesa Civil do Estado, a cheia atinge 9 mil famílias na calha do Rio Juruá. O Governo iniciou a ajuda humanitária na região, enviando 32 toneladas de alimentos e medicamentos. 

A Secretaria de Produção Rural anunciou a possibilidade de dar anistia aos produtores rurais que tiveram prejuízos por causa da enchente. O órgão já registrou algumas perdas de produção nas áreas de várzea.

Comentários