Header Ads

Governo do AM incentiva piscicultura em Iranduba, Coari e Manicoré



Ação faz parte do projeto “Boas práticas de manejo e medidas de biossegurança para a aquicultura” e beneficiou piscicultores dos municípios – foto: Lucinei Souza/Sepror
Ação faz parte do projeto “Boas práticas de manejo e medidas de biossegurança para a aquicultura” e beneficiou piscicultores dos municípios – foto: Lucinei Souza/Sepror
A Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) distribuiu, nesta terça-feira (13), 1 milhão de pós-larvas de tambaqui à unidades de produção nos municípios de Iranduba, Coari e Manicoré.
A distribuição foi feita por meio do Projeto “Boas Práticas de Manejo e Medidas de Biossegurança para a Aquicultura”, executado pela Secretaria Adjunta de Pesca e Aquicultura (Sepa). Trata-se de uma parceria entre o Governo do Estado, produtores e associações de classe.

Além disso, foram distribuídos 60 mil alevinos para unidades de observação. A ação ocorreu na Central de Abastecimento, situada no quilômetro 2 da Rodovia Manoel Urbano, em Iranduba.
Segundo o secretário da Sepror, Valdenor Cardoso, a iniciativa atende a uma determinação do governador do Estado, José Melo, em oferecer oportunidades aos produtores do Amazonas, por meio de uma política pública que possibilite sua autossuficiência.
“Sabemos das dificuldades enfrentadas pelos piscicultores da nossa região e o quanto esse tipo de incentivo é importante para que eles possam avançar na conquista de sua independência financeira”, destacou Valdenor Cardoso.
De acordo com o secretário executivo de Pesca e Aquicultura, Geraldo Bernardino, além da distribuição, a pasta também vai oferecer cursos de boas práticas de manejo aos piscicultores a partir do mês de fevereiro, numa forma de democratizar o conhecimento.
“O projeto é importante, pois tem a ver com a qualidade do pescado produzido e posteriormente consumido pelos cidadãos”, observou o secretário executivo.
Relação harmônica  
O objetivo do projeto é garantir o desenvolvimento da atividade comercial de peixe cultivado em condições seguras e harmônicas em relação ao meio ambiente.
“A Sepa prestará total apoio técnico no incentivo da produção, sendo criadas condições para o cultivo de pós-larvas e alevinos, tanto na recriação quanto na engorda, fazendo uso dos procedimentos de boas práticas de manejo e de medidas de biossegurança”, explicou Daniel Borges, engenheiro de Pesca da Sepa.
O piscicultor de Iranduba José Silva de Vasconcelos, 58 anos, apoiou e agradeceu a iniciativa do Governo do Estado. Criador de tambaqui desde 1992, ‘Seo Vasco’, como é conhecido, afirmou que pretende ampliar a produção de 60 toneladas de peixe por ano para 150 toneladas muito em breve.
“Os consumidores podem esperar para receber um produto de qualidade em suas casas daqui a poucos meses, quando estes peixes já vão estar prontos para serem comercializados”, afirmou ‘Seo Vasco’.
Com informações da assessoria

Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.