Header Ads

CENAS FORTES: CASA DE VEREADOR É APEDREJADA COM FAMILIARES DENTRO









Essas imagens enviadas ao Blog Em Destaque por pessoas que acompanharam os atos de depredação e vandalismo em Coari, mostram cerca de 15 homens, uns com capacete na cabeça e outros de cara limpa, promovendo um verdadeiro apedrejamento de uma residência particular: a casa do vereador Natinho. Durante longos 1 minuto e meio pedras retiradas de um monturo que estava em frente a casa do vereador foram atiradas sobre o telhado, por sobre o muro, até que um dos homens pula e com os dois pés põe a baixo o portão da casa, revelando uma família  com crianças inclusive, sitiadas dentro da própria casa, correndo perigo de serem atingidas pelas pedras que voavam sobre a cabeça de todos. No instinto de proteger sua família, a dona da casa irrompe em direção aos homens que ainda insistiam em atirar pedras e enfrenta-os enquanto algumas pedras são atiradas em sua direção. Intimidados os homens recuam e saem rindo em direção ao próximo alvo. 
Isso aconteceu ainda pela parte da manhã do dia 14 de Janeiro de 2015, quando os mesmos homens das fotos acima tentaram destruir casas de vereadores e tocaram fogo na casa do prefeito e de familiares. Isso não pode ser chamado de protesto, foi sem dúvida um gesto de violência sem precedentes que motivou outros atos de violência, onda de saques e o descontrole de muitos que agiram por instinto. Por sorte, nenhum homicídio aconteceu, mas poderia ter acontecido em circunstâncias tão adversas.

É exatamente esse tipo de atitude que é combatida pelas pessoas de bom senso, que não são adeptas a atos violentos e que procuram reivindicar seus direitos dentro da legalidade. Se uma dessas pedras atinge uma criança que estava dentro da casa, a tragédia seria grande. Já foi uma tragédia sem, o terror vivido por elas. A questão vai além do direito de protestar, o que estes homens fizeram, independente de ser a casa de um vereador ou não, foi um ato de covardia. As crianças e a mulher que moram nessa casa não tinham culpa de qualquer acusação de omissão que pesasse sobre o pai que decidiu ser político. Atos como esses não devem ser aceitos pela sociedade, não podemos admitir o estado de selvageria, a prática mais explicita do homem como o lobo do homem. Não podemos aceitar tais práticas sob a pena de uma próxima situação, mais pessoas inocentes serem envolvidas em atos de selvageria explicita que vivenciamos esta semana em Coari. 

3 comentários:

  1. Se muitas crianças, adultos e idosos morrem no hospital (HRC), passam fome, são humilhados pelos desmandos de políticos. As famílias deles tem que sofrer também. Seria justo? Não, não é certo nenhumas das afirmações. Fica então para a reflexão. Ditos populares: "Pimenta no ... dos outros é refresco", " Quem planta colhe". Parabéns politiqueiros de Coari vocês afundam cada vez mais o município.

    ResponderExcluir
  2. Isso tinha que virar moda no Brasil. Quem sabe assim os politicos passariam a respeitar a família dos outros para terem a própria família respeitada. Respeito é um coisa que se se dá primeiro para depois ter.

    ResponderExcluir
  3. O município de Coari nem com porrada vai pra frente.

    ResponderExcluir

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.