14 de novembro de 2014

Eduardo Braga fala de oposição, cobrança e justiça em suas primeiras entrevistas após as eleições


posted from Bloggeroid

O senador Eduardo Braga concedeu, na manhã desta sexta-feira (14/11), as primeiras entrevistas à imprensa amazonense após as eleições deste ano. Braga esteve, logo pela manhã, na Rádio Tiradentes, onde participou do programa Manhã de Notícias e, em seguida, concedeu entrevista coletiva aos jornalistas locais na sede do PMDB.

Nas duas ocasiões, o senador reforçou que manterá uma postura firme de oposição ao Governo do Amazonas. “Seremos oposição ao atual governo, mas uma oposição séria e responsável. Não faremos oposição por fazer. Vamos cobrar o governo com base em fatos e dados concretos. Vou querer saber, por exemplo, onde está o dinheiro da merenda escolar? Onde estão os 30% em investimento para a Educação prometidos em campanha? Enfim, manteremos uma postura fiscalizadora com relação ao Governo do Amazonas”, afirmou.

Segundo Eduardo Braga, algumas atitudes deverão ser cobradas do Governo do Amazonas ainda este ano, como é o caso dos empregos no Polo Industrial de Manaus. “Estamos observando o nível do emprego caindo no Amazonas. Se pegarmos os números relativos ao ano de 2014 no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o CAGED, veremos que nosso Estado é o segundo da Região Norte em perda de postos de trabalho, atrás apenas do Pará. E qual a solução do Governo do Amazonas para o problema? Até agora não ouvimos sequer uma notícia de que algo está sendo discutido no âmbito do Governo no sentido de resolver isso”, denunciou.

Outra questão levantada por Eduardo Braga é com relação ao atraso no pagamento das cooperativas de saúde. Segundo o senador, existe a informação de algumas cooperativas médicas que já estão há três meses sem receber, o que pode prejudicar o atendimento médico no Estado, inclusive nos casos de emergência. “O sistema da Sefaz está fechado desde outubro, o que não é uma boa notícia para fornecedores e prestadores de serviço. O Estado está endividado e isso é fato. Resta saber o que o governador José Melo fará para resolver esses problemas”, disse Braga.

Com relação à eleição deste ano, o senador informou que sua coligação continuará cobrando na Justiça a apuração dos crimes eleitorais cometidos ao longo do processo. “Está tudo ajuizado no Ministério Público Eleitoral e no Tribunal Regional Eleitoral. Temos fotos, áudios e vídeos que mostram diversos crimes eleitorais, como o uso da máquina pública em benefício da campanha do José Melo. “Respeito o resultado das urnas, mas isso não quer dizer que aceitarei passivo a forma como se deu todo o processo eleitoral. Vamos nos manter firmes e confiantes na Justiça”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.